O Dragão e os Demônios Estrangeiros

A China e o mundo, de 1100 A.C. aos dias atuais

Harry G. Gelber, Austrália

#907

13 de fevereiro de 2020

Em meados da década de 1950, surgiram as primeiras manifestações públicas de um grande descontentamento quanto à relação sino-soviética. Estava, é claro, evidente desde o início para Dean Acheson, e também para os grandes serviços de inteligência ocidentais que as diferenças sino-soviéticas iriam emergir em determinado ponto e havia um grande interesse do Ocidente que […]

#906

11 de fevereiro de 2020

Em geral, uma guerrilha vence se evita perder; um exército convencional perde se não tiver uma vitória decisiva. No entanto, não existe um fundamento segundo o qual o exército de guerrilha possa ser mobilizado ou exaurido. Os franceses não só tiveram dificuldades em razão desse obstáculo básico como também cometeram erros estratégicos fundamentais. Eles não […]

#893

19 de janeiro de 2020

Ficou claro que o termino da guerra civil na China teria efeitos externos e internos profundos. Os aliados americanos e britânicos reconheceram logo e de forma pragmática a República Popular da China em 6 de janeiro de 1950, a fim de proteger a colônia da coroa britânica de Hong Kong. Para os americanos, as questões […]

#892

18 de janeiro de 2020

A retórica comunista chinesa há muito tempo era extremamente hostil ao Ocidente, impregnada com a verborragia familiar sobre o “imperialismo” americano e a ocupação da China. Em 30 de junho 1949, Mao Zedong anunciou suas política de “inclinar-se para um lado” no novo grande confronto entre o Oriente e o Ocidente. Nessa época, as divisões […]

#889

12 de janeiro de 2020

Os três anos posteriores à guerra contra o Japão foram difíceis para o regime de Chiang Kai-shek e seus aliados americanos. Quando os japoneses se renderam, as forças nacionalistas tinham o dobro do tamanho das de seus rivais comunistas. Os nacionalistas (KMT) tinham um grande apoio dos Estados Unidos com relação a equipamentos, suprimentos e […]

#881

29 de dezembro de 2019

Assim que a situação se acomodou, os americanos conquistaram uma base estratégica muito importante em Okinawa. Em 1947, MacArthur promulgou uma nova Constituição no Japão, elaborada pelo programa New Deal, na qual a cláusula nove continha uma diretriz profundamente antimilitar. Mas os EUA não perceberam a posição estratégica da Coreia. Os americanos só notaram em […]

#875

19 de dezembro de 2019

O legado de Woodrow Wilson, o desejo nacional de autodeterminação e independência dos territórios colonial, também foi importante. A reivindicação era muito mais do que uma questão política. Foi um impulso moral e emocional de autoafirmação, fundamentado no sentimento impreciso porém vigoroso das identidades de raça, etnia e religião. Pouco se relacionava com as qualidades […]

#874

17 de dezembro de 2019

Para os ingleses e os franceses, a Segunda Guerra Mundial na verdade durou de 1938 a 1949, e agora havia um desejo veemente de segurança e redução de despesas. Os governos em Londres e Paris sofreram grandes pressões de todos os lados para se desfazerem de seus impérios dispendiosos. As pressões dos americanos também tiveram […]

#835

4 de julho de 2019

O Estado russo tinha objetivos abrangentes na Sibéria. Havia a pressão estratégica de procurar fronteiras defensivas. Existia o desejo de ter relações diretas com a China, em razão dos relatos de riquezas fantásticas difundidos há muito tempo por comerciantes mongóis e jesuítas. Além disso, os mongóis tinham introduzido mercadorias chinesas na Rússia. Havia também ouro […]

#834

3 de julho de 2019

O século XVII assistiu ao desdobramento de um grande drama imperial causado por minúsculos grupos de homens rumo a imensidão gelada siberiana. Podiam ser desordeiros e rufiões, mas realizara feitos extraordinários. Sua marcha dos Urais ao Pacífico pelo norte da Ásia, talvez a terra mais árdua e inóspita do mundo, durou só 70 anos. Em […]

#828

25 de junho de 2019

Uma vez cruzados os Urais, os russos entraram na Sibéria quase sem resistência. A expansão foi de uma rapidez surpreendente. Famílias chegaram, soldados fizeram assentamentos. No final da década de 1580, a cidade de Tobolsk foi fundada. Os novos assentamentos eram frequentemente constituídos por ex-soldados ou camponeses procurando novas terras. Reuniram-se a eles exércitos, poloneses, […]

#827

24 de junho de 2019

As origens do movimento dos russos em direção ao leste da China advêm do lento colapso do império mongol, que começou na década de 1300. Os governantes mongóis das terras que seriam ocupadas pela Rússia não pensaram em colonizá-las ou administrá-las, só visavam dinheiro e pilhagem. Queriam impostos, mas ficaram satisfeitos por tê-los arrecadados por […]

#580

21 de julho de 2018

A expansão marítima da Europa, que teria efeitos profundos de longo prazo em todos os lugares, originou-se de uma combinação de necessidade estratégica, fervor religioso, busca de riqueza e sentimento de aventura. Com a expulsão dos mouros na Espanha em 1492 e a ascensão de uma monarquia espanhola destinada a dominar a Europa aconteceram no […]

#503

4 de fevereiro de 2018

No governo de Hongwu e de sua dinastia, que duraria 276 anos, o império cresceu e enriqueceu, com longos períodos de profunda e ampla paz interna. Mais uma vez ocorreram feitos notáveis na arte e na literatura, no teatro nos trabalhos em laca e cerâmica. É possível que os trabalhos em porcelana tenham sido insuperáveis. […]

#502

3 de fevereiro de 2018

O homem que se transformou no imperador Hongwu (que significa “extenso poder militar”) vinha de uma família camponesa muito pobre, ficou órfão aos 16 anos e foi mendigo, monge budista e rebelde. Até 1340, foi um personagem insignificante de um pequeno bando insubordinado num vilarejo assolado pela peste. Mas encontrara sua verdadeira vocação como bandido […]

#495

17 de janeiro de 2018

Com o decorrer dos séculos, a dinastia Zhou perdeu o poder. O império era enorme e sua administração inábil. Por conseguinte, os senhores locais prestavam cada vez menos atenção ao centro. Os Zhou sempre formaram um pequeno grupo de tribos nômades de mongóis, turcomanos e alguns tibetanos que viviam ao redor ou entre eles, fazendo […]

#488

31 de dezembro de 2017

No século V a.C., pelo menos 6 províncias chinesas fabricavam seda, e, em cada primavera, a imperatriz abria a temporada do cultivo da seda. Era um trabalho árduo reservado às mulheres. As filhas, mães e avós das famílias dedicavam bastante tempo durante o dia para alimentar e cuidar dos bichos-da-seda, separar os casulos e tecer, […]

#487

30 de dezembro de 2017

A lenda diz que, certa vez, por volta de 2640 a.C., a Senhora Hsi Ling-shi, esposa do mítico imperador Amarelo, estava tomando chá. Um casulo de bicho-da-seda caiu por acaso dentro da xícara. Quando ela tentou pegá-lo, dele saiu um filamento. O mundo descobrira a seda. Mais tarde ela introduziu o tear. Se essa história […]

#483

20 de dezembro de 2017

As fronteiras de seu mundo eram rodeadas de desertos, oceanos e montanhas. O isolamento, com suas graves consequências, foi fortalecido por conflitos constantes com tribos guerreiras e bandos de salteadores da Ásia Central, que em torno de 1700 a.C. viajavam de um oásis perigoso a outro, ao passo que a China ficou separada por algo […]

#476

3 de dezembro de 2017

O imperador representava o ápice do governo e era o grande executor de transgressões. Qualquer poder alheio era mantido apenas pelo capricho do imperador. A aristocracia rural foi substituída por funcionários regionais nomeados. O protesto e a rebelião da aristocracia foram enfraquecidos pela mudança forçada de umas 120 mil famílias dominantes para novos palácios na […]

#475

2 de dezembro de 2017

Ao final do período dos Estados Combatentes, o pequeno Estado que restou com poder foi o principado dos Qin (ou Ch’in/Ts’in), cujo duque passou a adotar o título de Wang, ou rei. Grande parte de sua população não era chinesa, e sim tibetana ou turca. No entanto, os governantes podiam recrutar a população inteira para […]

#467

12 de novembro de 2017

Em 53 a.C., o homem mais poderoso de Roma, Marco Licínio Crasso e suas legiões perseguiam os párticos (persas) no Eufrates — no atual Iraque — quando então os párticos subitamente deram meia-volta, pararam as legiões com uma saraivada de flechas e desfraldaram grandes bandeiras de seda. O brilho impressionante das bandeiras sob a luz […]

#462

1 de novembro de 2017

O conceito de sistema tributário era reforçado pelo enorme tamanho, poder e sofisticação da China. No final do primeiro milênio, a população do império totalizava cerca de 60 milhões de pessoas, e o sistema tributário era o instrumento pelo qual a China impunha as regras e controlava as formas de conduta das tribos e reinos […]

#461

29 de outubro de 2017

A China é o poder em ascensão mais intrigante do mundo moderno. O crescimento explosivo da economia chinesa e a possibilidade de ser em breve a próxima superpotência, que dominará o Leste asiático e influenciará o resto do mundo, têm atraído o interesse mundial, admiração e inveja, ou apreensão. É uma mudança extraordinária de posição […]

#455

15 de outubro de 2017

A missão de Macartney foi um fracasso total. Recebeu ordem de partir após 47 dias em Beijing. Seu pajem observou mais tarde, talvez de forma um pouco injusta, que “entramos em Beijing como indigentes, lá permanecemos como prisioneiros e partimos como vagabundos”. De uma perspectiva mais ampla, a missão serviu a objetivos importantes. Trouxe relatórios […]

#454

14 de outubro de 2017

As lembranças da China e suas conquistas mais admiráveis em alto-mar foram suprimidas. Em 1480, o ministro da Guerra, com uma lógica burocrática implacável, destruiu os registros das viagens de Zheng He. Bem antes de 1500, o imperador baniu a construção de navios de alto-mar e proibiu seus súditos sob pena de morte, de navegarem. […]