Senhora do Vaticano

A verdadeira história de Olimpia Maidalchini, a papisa secreta

Eleanor Herman, Estados Unidos

#711

10 de fevereiro de 2019

A rainha Cristina continuou a escandalizar Roma. Ela havia descoberto que uma vida de arte e filosofia não era o que imaginava. Sentia falta do poder. Metida até os cotovelos em intrigas políticas, com apoio da França decidiu se tornar rainha de uma nação católica. E tal como Olimpia, alguns anos antes, escolheu Nápoles, um […]

#704

2 de fevereiro de 2019

Possuindo um espírito livre, Cristina sentia-se sufocada pela circunspecta religião luterana — e atraída pelo incenso, pela dramaticidade e pela música da Igreja romana. Ela falava 11 línguas, antigas e modernas, discorria sobre a filosofia de Platão e Aristóteles, acompanhava avidamente os avanços científicos e encorajava as artes. A extravagante rainha sueca lera muito a […]

#702

31 de janeiro de 2019

Com seu gosto pelas atividades masculinas, Olimpia se interessava pela ciência e, nos jantares festivos, costumava discutir animadamente os avanços científicos. O julgamento do astrônomo Galileu Galilei pelo Santo Ofício da Inquisição, em 1633, era a novidade científica mais rumorosa da época. O florentino de 69 anos, altamente respeitado, fora levado ao tribunal por heresia, […]

#689

15 de janeiro de 2019

Apesar de estar novamente amealhando enormes somas de dinheiro, Olimpia não se sentia segura. Um papa hostil poderia expropriar seus bônus e contas bancárias, tal como Inocêncio X fizera com os Barberini e com o cardeal Astalli-Pamphili. Embora fosse possível esconder ouro dentro de paredes e embaixo de pisos, isso também poderia ser descoberto. Seria […]

#688

14 de janeiro de 2019

Nos meses que precederam a promoção do cardeal Astalli-Pamphili, diversos fatos deixaram o papa muito preocupado. Um deles foi uma comédia, supostamente encenada em Londres, na corte do puritano Oliver Cromwell, lorde protetor da Inglaterra. Era intitulada “O casamento do Papa”. Narrava as tentativas de Inocêncio X para fazer com que sua cunhada se casasse […]

#681

6 de janeiro de 2019

A etiqueta referente aos príncipes da Igreja era extremamente minuciosa, contemplando até os menores detalhes. Os cardeais tinham de se sentar em cadeiras idênticas. Caso o assento de um dos cardeais fosse mais baixo que o do colega, por exemplo, isso seria considerado um grande insulto para a Igreja. Ou se um deles recebesse uma […]

#680

5 de janeiro de 2019

Um novo cardeal precisava de vários conjuntos de batinas e, na verdade, não tinha permissão para usar nenhum outro tipo de roupa, a menos que fosse promovido a papa. Fazendo farfalhar diversas camadas de cetim vermelho-escuro, adornadas com renda, o cardeal oferecia uma imagem majestosa e imponente. Até o pontificado do papa Inocêncio IV (1243-1254), […]

#673

28 de dezembro de 2018

O estilo de vida de um cardeal era igualmente regio a qualquer outro nobre. A glória da Igreja se refletia em seus príncipes, em suas carruagens douradas, palácios de mármore e suntuosos banquetes. Um cardeal precisava de, no mínimo quarenta cavalos em seus estábulos — embora muitos tivessem três vezes isso —, assim como ricos […]

#672

27 de dezembro de 2018

Além do trabalho nas congregações, os cardeais — príncipes da Igreja — tinham obrigações de natureza cerimonial. Todos os cardeais, por exemplo, deviam comparecer à Porta del Popolo, acompanhados por seus cavalos alegremente enfeitados por seus criados, para receber os novos embaixadores, príncipes estrangeiros e seus parentes. Depois de saudar o augusto visitante, entravam em […]

#662

11 de dezembro de 2018

O embaixador de Mântua escreveu: “Como ela tem grande autoridade sobre o papa, todos reconhecem que faz jus a grandes honrarias, cargos e favores, e compram sua eficiente mediação sob forma de extraordinárias gratificações, de modo que oferecê-las se tornou obrigatório”. Segundo o embaixador veneziano, “Dona Olimpia Maidalchini cunhada de Sua Santidade, a única recebedora […]

#655

29 de novembro de 2018

Durante séculos, a Igreja fora a grande negociadora, a mediadora das guerras europeias. Dessa vez entretanto, além do papa não ter sido convidado para mediar o tratado, este foi assinado sob seus protestos veementes. Os tempos estavam mudando. A importância dos estados nacionais aumentava, enquanto a importância do papado diminuía. O Tratado de Vestfália foi […]

#652

24 de novembro de 2018

Alimentada pela sangrenta Guerra dos Trinta Anos, a feroz rivalidade entre a França e a Espanha agitava a política do Vaticano, e até mesmo a vida cotidiana de Roma. Partidários da Espanha penduravam o real brasão espanhol sobre suas portas, enquanto seus inimigos, os partidários da França, penduravam sobre as portas a flor-de-lis francesa. Ambos […]

#647

15 de novembro de 2018

Tendo começado em 1618, como uma querela religiosa entre estados católicos e protestantes, a guerra se transformou em um vale-tudo multinacional para a conquista de territórios de países vizinhos. A Guerra dos Trinta Anos foi a mais sangrenta e disseminada do início da idade moderna. Grande parte da Alemanha foi devastada. Centenas de milhares de […]

#556

9 de junho de 2018

O restante de 1654 foi marcado por estranhas ocorrências. Gafanhotos destruíram grande parte das colheitas. Em maio, o Coliseu começou a estrondear — e três arcos e meio de sua estrutura desmoronaram de repente. Em junho, um incêndio devastou as vizinhanças do palácio Barberini. Seu avanço foi contido, milagrosamente, por uma imagem da Virgem que […]

#372

5 de abril de 2017

O novo papa logo deu início a uma série de atos de caridade. Vendeu seus aparelhos de prata por 6 mil scudi e doou o dinheiro para os pobres — ordenando a seu mordomo que os substituísse por pratos e tigelas de barro, sobre os quais mandou pintar o símbolo da caveira sobre tíbias cruzadas. […]

#360

8 de março de 2017

Ainda abalado com a traição de Mascambruno, o papa sentiu-se extremamente grato ao monsenhor Chigi, por sua sóbria eficiência. E embora tivesse prometido ao cardel Astalli-Pamphili que o novo ministro não seria nomeado cardeal, logo mudou de ideia. Em Fabio Chigi, Inocêncio finalmente encontrara um homem sob muitos aspectos semelhante a si mesmo — diligente, […]

#156

15 de novembro de 2015

Os primeiros séculos do cristianismo permanecem tão envoltos em mistério que ninguém sabe como os primeiros papas eram eleitos. São Pedro, mais tarde reconhecido como o primeiro papa, não tinha trono nem cerimônias perfumadas de incenso nem grandes basílicas, e muito poucos dogmas católicos. Indo de casa em casa, vestindo uma grosseira túnica de linho […]

#151

7 de novembro de 2015

A comitiva mais espetacular do Jubileu de 1650, foi sem dúvida a do embaixador espanhol, o duque de Infantado, representante do rei Felipe IV. Ele chegou escoltado por 300 carruagens, 100 delas arrebanhadas pelo príncipe Ludovisi entre seus amigos e vizinhos. Era um número satisfatório, pois o embaixador francês só conseguira reunir o embaraçoso número […]

#122

5 de setembro de 2015

Quando o último imperador romano abdicou, em 476 d.C., só sobrou o imperador da distante Constantinopla. Em caso de necessidade, ele às vezes enviava tropas para ajudar Roma; mas geralmente não fazia nada, já tendo problemas suficientes perto de casa. Assim sendo, o povo romano passou a esperar que a única autoridade restante na cidade […]

#71

3 de maio de 2015

No dia 15 de novembro de 1644, enquanto o sol se erguia sobre o Vaticano, os cardeais entraram na Capela Sistina cambaleando de sono. Segundo o diário de um conclavista, Gianbattista não havia dormido nada, “em parte por felicidade, em parte por medo”. Ficou se agitando em sua cadeira. “Todos os seus cardeais estão presentes?” […]

#70

2 de maio de 2015

Como de hábito, espadas foram desembainhadas nas frentes francesas e espanholas, antes mesmo que o conclave começasse. Gregorio Leti não mediu palavras para descrever a politicagem que envolvia a escolha do Vigário de Cristo. “Os cardeais nem examinaram as virtudes e os vícios dos competidores”, irritou-se. “A Espanha promoveria qualquer um mesmo que fosse o […]

#62

12 de abril de 2015

Fabio Chigi se sentia desconfortável com o hábito reinante em Roma de oferecer presentes, que muitas vezes se confundia com suborno e tráfico de influência. “Ele não gostava de dar nem de receber presentes”, escreveu o cardeal Pallavicino. Poucos dias após sua chegada a Roma em novembro de 1651. Chigi soube que, por exigências da […]

#61

11 de abril de 2015

O cardeal Bernadino Spada sugeriu que Inocêncio X considerasse o núncio apostólico em Münster, na Alemanha para ser o novo ministro das Relações Exteriores. A sugestão foi imediatamente acatada pelo papa. Embora Inocêncio jamais tivesse se encontrado com Fabio Chigi, recebia seus relatórios semanais pessoalmente. “Eis um homem objetivo!”, comentava o papa ao cardeal Panciroli […]

#33

10 de fevereiro de 2015

A Fonte dos Quatro Rios [Nilo, Ganges, Prata e Danúbio] é uma maravilha do século XVII, uma atração turística até hoje. O centro lembra uma rocha bruta, de onde brota a água e se ergue o obelisco. Na base de pedra, estão um cavalo, um leão, e uma palmeira, contorcendo-se de forma teatral. Ao redor, […]