Yalu

Jörg Friedrich

#921

8 de março de 2020

Peng partira do Yalu e chegara ao paralelo 38, onde ocupava uma posição inarredável. Na Ásia, isso contava; pela primeira vez, impunha-se à força, uma grande potência ocidental, limites irreversíveis. “Foi-se para sempre”, disse Peng Dehuai, “o tempo em que as potências ocidentais podiam, como nos últimos cem anos, conquistar um país do Oriente simplesmente […]

#920

7 de março de 2020

O que Mao e Zhou Enlai haviam consentido — a transferência de 16 mil solados para Taiwan — poderia ter sido feito dois anos antes. Naquela ocasião, já haviam enviado à morte 750 mil, portanto dispunha de um número suficiente de heróis. Como fizera Stalin, podiam declarar que todos os prisioneiros eram em princípio, covardes. […]

#917

1 de março de 2020

Após a exposição e o cruzamento de várias ideias, chegou-se à decisão contida na National Security Council Action Nº 794, que previa, em face do fracasso das negociações em Panmunjom, uma solução militar consoante as “diretrizes gerais” estabelecidas pelos Joint Chiefs, que recomendaram, como já foi dito, o “uso extensivo, estratégico e tático de bombas […]

#915

27 de fevereiro de 2020

Uma parada no paralelo 38, sugerida por 13 países neutros como uma espécie de empate seguido de negociações, implicava, de certa forma, a ofensiva. “Por que essas 13 nações nada disseram quando as forças americanas ultrapassaram o paralelo 38?”, ponderou Chu. Se os EUA e a ONU haviam ignorado a fronteira, as tropas chinesas também […]

#899

30 de janeiro de 2020

Assim como as tropas norte-americanas da ONU, três meses atrás, os Voluntários do Povo haviam conquistado seu objetivo oficial. A ameaçadora campanha de MacArthur em direção ao Yalu fora detida e gloriosamente mandada de volta ao seu ponto de partida. Em toda a sua história, os norte-americanos nunca tinham sofrido tamanha humilhação. Em termos comparativos, […]

#897

26 de janeiro de 2020

Há 2500 anos, um filósofo que o rei de Wu nomeara comandante supremo dos seus exércitos elaborou o primeiro tratado escrito sobre a arte da guerra. Desde então, nada melhor foi publicado. “Toda estratégia militar”, ensina Sun Tzu, “se fundamenta na dissimulação. Se somos capazes de atacar, devemos parecer incapazes; se vamos empregar nossas forças, […]

#896

25 de janeiro de 2020

Utilizando instrumentos ópticos de alcance quilométrico, observadores terrestres vasculharam a faixa da fronteira com a China, mas nada encontraram. Durante dez dias, aeronaves de reconhecimento da 5ª Força Aérea fotografaram uma zona com 60 quilômetros de profundidade e produziram 27 mil imagens, “para descobrir onde estão esses comunistas”. Tudo levava a crer, avaliou George E. […]

#888

11 de janeiro de 2020

As chances de uma unidade nacional para a China eram ruins, piores do que nunca. Como transformar em nação a colcha de retalhos legada pela guerra — a China colaboracionista, gigantesca, porém anônima; a pequena e corrupta China de Chiang; a comuna de terror e doutrinação comandada por Mao Zedong e a híbrida Mandchukuô japonesa? […]

#887

9 de janeiro de 2020

Os títulos de posse com as vitórias na Segunda Guerra Mundial, celebrados como “Fardo dos homens brancos”, falavam da superioridade de uma raça. “Somos superiores”, acreditava Churchill, porém ninguém mais lhe dava crédito. Os partidos em presença na guerra asiática o levavam a crer em características raciais explicitadas, sobretudo, na cor da pele. Dentre os […]

#886

7 de janeiro de 2020

Na China, a Segunda Guerra Mundial terminou em outubro de 1949 e começou em julho de 1937. Começou com a resistência à invasão japonesa e terminou com a vitória do Partido Comunista sobre o governo nacionalista chinês de Chiang Kai-shek. A guerra civil entre os dois partidos chineses perdurava desde a infância de ambos, determinando […]

#879

26 de dezembro de 2019

A Guerra da Coreia mostra que as guerras mundiais não começam como tal, mas acabam adquirindo esta condição por motivos imperiosos. O fato de dois dos partidos beligerantes — EUA e URSS — terem resistido à atração da Terceira Guerra Mundial não pode ser visto como um final feliz, uma vez que o mundo, por […]

#876

21 de dezembro de 2019

Dos dois teatros de operações da Segunda Guerra Mundial, o do Pacífico é quase totalmente desconhecido. Excetuando as batalhas navais e as bombas atômicas, há pouco interesse pelos fatos ocorridos na Índia, Birmânia, China, Manchúria, Indochina, Malásia, Filipinas, Indonésia e Austrália, pelos combates travados nas ilhas Palau e no arquipélago de Bismarck ou pelas disputas […]

#871

13 de dezembro de 2019

No dia 14 de outubro de 1949, o tempo ao redor de Yingkou amanheceu coberto pela névoa, ocultando a entrada em posição dos soldados do Exército do Povo (o exército comunista chinês). Durante o verão, o comandante chinês Lin Biao e os instrutores soviéticos os haviam adestrado no tiro de artilharia. Agora, colhiam os frutos […]

#861

2 de agosto de 2019

Stalin havia exposto claramente a John Deane, renomado instrutor de Estratégia em Fort Leavenworth, todas suas intenções e não intenções na Manchúria para atacar o Japão. Contudo, protelava a decisão sobre os insistentes pedidos para a instalação de bases aéreas americanas na Sibéria, de onde os B-29 poderiam, sem maiores problemas, lançar seus tapetes de […]

#860

1 de agosto de 2019

Inicialmente, Washington supunha que a Guerra da Coréia visava o engajamento dos Estados Unidos em terra distantes, enquanto a ação principal de seu grande adversário, a União Soviética, acontecia na Europa, eventualmente em Berlim, ou, talvez, contra o rebelde Tito na Iugoslávia. Seria um estratagema? Tratava-se de um duelo no escuro, sem saber com quem […]

#843

12 de julho de 2019

“A influência soviética na Manchúria crescerá em termos consideráveis”, ponderou Harriman, “caso os russos venham a controlar as ferrovias e protegê-las com suas tropas.” Exatamente o mesmo que os japoneses haviam feito antes de incorporar a região: permissão de uso, policiamento dos trechos e ocupação armada. Em Moscou, ao discutir os pormenores com o general […]

#842

11 de julho de 2019

Desde o começo da Segunda Guerra Mundial a Rússia não se envolvera na guerra no Pacífico, pois dela tirava proveito. O Japão engajado na China, no Sudeste Asiático e no mar, não tinha como se preocupar com a Sibéria, contrariando os mais íntimos desejos de sua aliada, a Alemanha. Rússia e Japão não queriam inimigos […]

#830

28 de junho de 2019

Tentando imaginar as consequências, Truman resolveu começar por si próprio. Ao ler, ficou sabendo que a política soviética era um continuação do tradicional imperialismo czarista, tanto temia quanto detestava o Ocidente e considerava inevitável a guerra contra o capitalismo. Por isso, estava sempre de prontidão. A Rússia mobilizara grandes reservas terrestres mecanizadas e desenvolvera bombas […]

#829

27 de junho de 2019

O declínio dos impérios ultramarinos europeus — França, Holanda e Inglaterra — transferiu para os Estados Unidos a herança de 200 anos de colonialismo. Seus muros caíam aos pedaços, e, nas brechas, Moscou, a aranha onipresente, construía suas teias. Onde penetrasse uma de suas pernas, fazia-se necessária uma ação sanitarista. Todos os movimentos nacionais de […]

#823

20 de junho de 2019

O crepúsculo matutino foi frio; o vento soprava do norte, empurrando novelos de arbustos, e o céu estava coberto de nuvens densas. Após o amanhecer, a nebulosidade se dissipou, fazendo com que a estepe vez por outra brilhasse ao sol, cujos raios incidiam também sobre o cume da torre, que parecia alcançar as nuvens. De […]