“Parece que não existiu naqueles dias nação, cidade, nem pessoa em terra alguma que o nome de Alexandre não tenha alcançado”.
— Arriano

#767

15 de abril de 2019

Evidentemente, Luís XIV tinha aprendido pouco com os desastrosos e empobrecedores anos de guerra que ele próprio tinha provocado. A França não tinha ganhado quase nada “com todo esse desperdício de riqueza e perda de vidas”. Mas Luís agora tinha 75 anos de idade. O mundo deveria ser poupado de outras devastações inspiradas por sua […]

#766

14 de abril de 2019

A França foi salva da derrota na Guerra da Sucessão Espanhola. Mas não tanto pelo talento de seus generais, pela força de suas defesas ou pela determinação de seu povo, e sim pela morte inesperada, em 1711, do imperador José, que tinha sucedido a seu pai no trono do Sacro Império Romano em 1705. José, […]

#765

13 de abril de 2019

César afirma que 15 mil inimigos foram mortos e 24 mil capturados, junto com as águias de nove legiões e outros 180 estandartes. Asínio Pólio dá uma cifra menor para os mortos pompeianos, seis mil, que pode ser mais precisa. Domício Aenobardo foi morto na luta, mas a maioria dos outros pompeianos eminentes escapou. Brutus, […]

#764

12 de abril de 2019

Em Brundísio, César não podia continuar sua perseguição por mar. Os pompeianos haviam se reunido e se apossado da maioria dos navios mercantes da região e tomaria muito tempo recolher e trazer barcos de outro lugar. Mas César não estava inclinado a esperar, sentar-se na defensiva e entregar a iniciativa de volta a seus oponentes […]

#762

9 de abril de 2019

Em fevereiro de 1312, o imperador Henrique VII lançou velas de Gênova para Pisa. De prontidão, o rei Roberto de Nápoles mandou seu irmão, o príncipe João, a Roma para juntar forças com os Orsini em oposição à chegada de Henrique. Em 28 de abril, Henrique deixou pisa e viajou por Maremma até Viterbo, depois […]

#761

8 de abril de 2019

A vida de Cristina coincidiu coma época de seu país como importante potência continental. A grandeza da Suécia não durou muito depois dela. Para surpresa de todos, em 1709, uma terrível derrota em Poltava rechaçou os suecos de volta à periferia do norte da Europa, e deixou o caminho livre para a ascensão de outra […]

#760

7 de abril de 2019

O campo de batalha era um local de carnificina. O exército de Carlos XII da Suécia, que havia começado a batalha com 19 mil homens, deixou 10 mil deles no campo, incluindo 6,9 mil mortos e feridos e 2,7 mil prisioneiros. Em meio às perdas estavam 560 oficiais — trezentos mortos e 260 capturados, entre […]

#759

6 de abril de 2019

O retrato que César faz de Domício Aenobardo em Corfínio é muito pouco elogioso, mas nossas outras fontes são ainda menos benevolentes. Após o motim de seus próprios homens e a rendição para César, contam que ele decidira suicidar-se e pedira a seu médico que lhe desse veneno. No entanto, quando soube que César não […]

#758

5 de abril de 2019

A desesperadora situação da França na Guerra da Sucessão Espanhola levou a representação de Luís XIV como pai do povo, amando-o como a seus próprios filhos. Foi um golpe de mestre em termos de relações públicas, assim como sua conclamação a seu emergente sentimento de nacionalidade comum enquanto franceses. Nessa conclamação churchiliana “avant la lettre”, […]

#757

3 de abril de 2019

Pedro da Rússia, Carlos XII da Suécia, Frederico IV da Dinamarca, Augusto II da Polônia, Luís XIV da França, Guilherme III da Inglaterra, Leopoldo da Áustria e maioria dos outros reis e príncipes daquela época, em algum momento deixaram suas diferenças serem resolvidas pela guerra. Ela era o árbitro final entre as nações dos séculos […]

#756

2 de abril de 2019

Na Europa Ocidental, a maior parte das campanhas militares acontecia de forma calma. Os cercos eram populares e muito preferidos em comparação aos riscos maiores e surpresas desagradáveis da batalha em campo aberto. A guerra de cerco era conduzida com precisão impressionante, quase matemática; de cada lado, a qualquer momento, o comandante sabia com exatidão […]

#755

1 de abril de 2019

Após o afastar o vice-presidente Santander, Bolívar dirigia-se ao norte em direção de Bogotá, atormentado não só pela doença como pela estreiteza de visão de seus generais, que se preparavam para fatiar a federação — que se estendia da Venezuela a Bolívia — exatamente como os generais de Alexandre o Grande, tinham feito enquanto ele […]

#754

31 de março de 2019

Devastado pelo ópio, exaurido pela guerra, atordoado em labirintos políticos para onde quer que se voltasse, San Martín não encontrou nenhum conforto quando retornou a Mendoza. Seus antigos correligionários estavam fora do poder. Sua mulher, de 25 anos, e centenas de quilômetros dali, em Buenos Aires, morrera de tuberculose antes que ele pudesse chegar até […]

#753

30 de março de 2019

Em junho de 1709, as finanças da França estavam numa desordem irremediável; as linhas de suprimento militar estavam falhando; e na ausência de uma orientação firme por parte do Ministério da Guerra, os comandantes por toda a Europa ocidental tinham começado a atormentar madame de Maintenon na tentativa de conquistar o apoio do rei para […]

#752

29 de março de 2019

Embora Turenne, Luxemburgo e Grande Condé há muito já tivessem se tornado lenda, os “verdadeiros soldados” da França incluíam alguns nomes admiráveis: Vendôme, Villars, o sexagenário marechal Bouffleers e, não menos, Sébastien Vauban, agora em seus 70 anos e ainda o engenheiro militar mestre da Europa. “Contra nós, temos dois ilustres generais: milorde Marlborough e […]

#751

28 de março de 2019

O ministro inglês no acampamento de Carlos XII, John Robinson, havia enviado a Londres uma previsão sombria sobre o papel que um Carlos vitorioso poderia ter como árbitro da Europa na Guerra da Sucessão Espanhola. “Que ele favorecerá os aliados, isso é muito incerto”, escreveu Robinson. “Que ele os forçará a uma paz desvantajosa não […]

#750

27 de março de 2019

Dante e outros exilados estavam perturbados pela demora do imperador em atacar os florentinos. Henrique VII parece considerar seu reino limitado pelos limites da Ligúria, esquecendo que o glorioso domínio dos romanos não estava limitado pelas fronteiras da Itália nem pela costa da Europa. Incitando o imperador a se mover imediatamente contra Florença, Dante recorre […]

#749

26 de março de 2019

Houve precedentes para muitas das glorificações a Pompeu, individualmente. Os reis que vieram depois de Alexandre, o Grande, em territórios da Macedônia ao Egito, haviam com frequência expressado seu poder em termos mais ou menos divinos. Antigas religiões politeístas tratavam as fronteiras entre deuses e humanos de modo mais flexível e utilitário do que os […]

#748

25 de março de 2019

Afirmar que a maioria dos ídolos tem pés de barro é uma banalidade: o que é interessante é perguntar por que, sabendo disso, ainda somos fascinados por eles. Catão de Útica foi um mau político que criou, repetidamente, vantagens para seus opositores, mas seus contemporâneos julgavam-no um em um milhão. Na geração que se seguiu […]

#747

24 de março de 2019

Alexandre ordenou a construção de mais navios durante sua convalescência para carregar os soldados pelo restante da jornada até o mar. Quando estes ficaram prontos, ele mais uma vez embarcou milhares de homens, enquanto os que sobraram marchavam pelas margens. O largo Acesines juntou-se alguns dias depois ao Hífasis, que vinha fluindo do leste, e […]

#746

23 de março de 2019

Quando o exército macedônio finalmente chegou ao vale de Cabul no início da primavera, Alexandre deu a seus homens um breve, mas muito necessário descanso. Entre eles e a Báctria ainda havia alguns dos picos mais altos do Hindu Kush. Teria sido prudente esperar em Cabul até o início do verão, quando a neve da […]

#745

22 de março de 2019

No triunfo em que Pompeu Magno celebrou ao retornar a Roma, em 61 a.C., completava 45 anos de idade (sem dúvida uma coincidência planejada), conta-se que Pompeu usou uma capa que havia pertencido a Alexandre, o Grande. Onde ele poderia ter encontrado essa fantasiosa peça de vestuário (supostamente pertencia a Mitrídates do Ponto) é impossível […]

#744

21 de março de 2019

Juntando forças com O’Higgins e o veterano almirante britânico lorde Cochrane, San Martín logo dominou boa parte da costa ocidental da América do Sul. O infame Cochrane — o “Lobo dos Mares”— , um extravagante escocês condenado por fraude financeira em Londres, recebera o comando integral da armada chilena e, praticamente destruindo a esquadra espanhola […]

#743

20 de março de 2019

Os tutores de Carlos XII da Suécia descobriram que ele tinha uma mente ágil e aprendia com facilidade. Não gostava muito da língua sueca e sempre apresentava nela problemas de fala e de escrita. O alemão, a língua da corte de todos os reinos ao norte, vinha com mais facilidade para ele, que o utilizava […]

#742

19 de março de 2019

Escrevendo sua segunda carta em nome do imperador Henrique VII, Dante acusa os florentinos de avareza, que os leva a resistir à gloria do Império Romano, o rei da Terra, o ministro de Deus. Ele os insulta por sua desobediência “às mais sagradas leis”, feitas à semelhança da justiça natural, “cujas observâncias, se forem alegres, […]

#741

18 de março de 2019

Em 28 e 29 de setembro de 61 a.C., Pompeu, o Grande, celebrou seu terceiro triunfo, que comemorou suas vitórias sobre os piratas da Cilícia e Mitrídates VI do Ponto. As festividades coincidiram com seu 45º aniversário e incluíram exibições e procissões em escala e magnificência nunca vistas. Seu primeiro triunfo fora 20 anos antes, […]

#740

17 de março de 2019

Mitrídates, o Grande, rei do Ponto, comprovara ser um dos mais resilientes inimigos da história de Roma. Sula o expulsara da Grécia e recobrara a província da Ásia, mas a necessidade de voltar para a Itália o impedira de obter uma vitória completa. Lúculo fizera mais nos sete anos em que comandou a região, atacando […]

#739

16 de março de 2019

Ecoando a mesma arrogante forma de discussão em o Banquete, Dante conclui sua carta com um desafio a qualquer mente obstinada (pertinax animus) que ainda não concorde com a verdade: recordemos as palavras de Cristo a Pilatos, que reivindicou autoridade vicária sobre Ele. Que todos, portanto, abram os olhos da mente e vejam como o […]

#738

15 de março de 2019

Ao todo Dante escreveu três cartas em nome do imperador Henrique VII. Sua primeira foi endereçada aos “príncipes da Itália”, senadores de Roma, duques, marqueses, condes e ao povo. A carta de Dante é expressa em duas metáforas rebuscadas: “o sol da paz está nascendo, a justiça, que se tornou enfraquecida, se reavivará, outro Moisés […]

#737

13 de março de 2019

Na Argentina, San Martín revelou-se um brilhante general. Distinguiu-se na decisiva batalha de San Lorenzo, em fevereiro de 1813, defendendo o porto de Buenos Aires contra a armada espanhola e ganhando tanta fama que lhe foi concedido o comando do Exército do norte argentino. Enquanto Carlos Alvear e outros se dedicavam à fundação da república, […]

#736

12 de março de 2019

Bolívar escreveu ao seu vice-presidente em Angostura, na Venezuela, para comunicar que Bogotá já era sua. O vice-rei de Nova Granada, Juan de Sámano, fugira com tal pavor que deixara um saco de ouro em sua escrivaninha, meio milhão de pesos no Tesouro e armas e munição suficientes para suprir um exército inteiro. No decurso […]

#735

11 de março de 2019

Apesar das frustrações políticas para Carlos XII da Suécia, os anos na Polônia, de 1702 a 1706, foram uma era de glória militar, de explorações heroicas, de ampliação da lenda. No outono de 1702, por exemplo, seguindo a batalha de Klissow, Carlos, com apenas trezentos suecos, foi até os portões da Cracóvia e, de seu […]

#734

10 de março de 2019

Carlos XII sentia a moralidade insultada. Augusto o Forte, eleitor da Saxônia, rei da Polônia, seu primo, governante europeu culto, era um patife traiçoeiro, muito pior do que o czar. Pedro da Rússia pelo menos havia declarado guerra antes de atacar; Augusto simplesmente marchou Livônia adentro sem emitir qualquer aviso. Como Carlos poderia ter certeza […]

#733

9 de março de 2019

Em 10 de outubro de 1310, o imperador Henrique VII chegou a Lausanne, onde foi bem recebido pelos embaixadores de inúmeras cidades italianas, mas não pelo de Florença. Naquele mesmo mês, Henrique, com seu exército alemão, cruzou os Alpes pelo Monte Cenis, chegando a Susa no dia 24, e em Turim no dia 30. Entre […]

#732

8 de março de 2019

Em 27 de novembro de 1308, um evento teve grande impacto sobre Dante e seu mundo. Um novo rei dos alemães — e pretendente a Sacro Imperador Romano — foi eleito. Era o conde Henrique de Luxemburgo, um membro da aristocracia de língua francesa, renomado por seus feitos na cavalaria durante as Cruzadas. Primeiro da […]

#731

6 de março de 2019

Quando a primavera de 1701 chegou, Carlos XII da Suécia ainda considerava a ideia de invadir a Rússia, mas com menos entusiasmo. Seu desprezo pelos soldados russos havia crescido e ele já os considerava indignos de serem combatidos. Tinha a impressão de que outra vitória sobre Pedro somente faria a Europa dar risada, ao passo […]

#730

5 de março de 2019

Nas seis semanas seguintes à partida de seu neto para assumir o trono da Espanha, Luís XIV reconheceu que não seria possível evitar a guerra. As outras potências europeias, grandes e pequenas, não aceitariam uma superpotência Bourbon estendendo-se do Canal da Mancha até Gibraltar, atravessando a Itália (Milão e Nápoles) e as regiões mais ricas […]

#729

4 de março de 2019

Um oficial sueco escreveu: “Se Weide tivesse tido coragem de nos atacar, certamente teria vencido, pois estávamos extremamente cansados, mal tínhamos comido ou dormido por vários dias e, além disso, nossos homens estavam bêbados com o álcool que encontraram nas tendas moscovitas; portanto era impossível que os poucos oficiais que sobraram conseguissem mantê-los em ordem”. […]

#728

3 de março de 2019

Em 30 de novembro de 1700, com os russos em uma forte posição defensiva em Narva, a infantaria sueca, concentrada em peso, deveria realizar o golpe principal. Distribuída em duas divisões, ela atacaria os fossos em um ponto próximo ao centro da linha. Uma vez ultrapassada a muralha, as duas divisões deveriam se separar, uma […]

#727

2 de março de 2019

Durante dois anos após seu período no consulado, Pompeu parecia contente, embora faltasse brilho ao seu desempenho no Senado. Por volta de 67 a.C., ele sentia, claramente, saudades da adulação que suas vitórias lhe haviam trazido e começou a manobrar para obter um novo comando. A natureza espetacular de sua carreira até então garantia que […]

#726

1 de março de 2019

A hostilidade entre Pompeu e Crasso datava da guerra civil (88-80 a.C.), quando ambos lutaram ao lado de Sula. Crasso era seis ou sete anos mais velho e se ressentia das honrarias e atenções concedidas ao vaidoso jovem e ficara, compreensivelmente, irritado com a tentativa de Pompeu de lhe roubar o merecido crédito pela vitória […]

#725

27 de fevereiro de 2019

Enquanto Bolívar assumia a presidência com receios, ansioso para marchar em direção ao Peru, San Martín já esta lá, implantando uma ditadura em Lima. O general argentino estava na capital vice-real mais de um ano, depois de sitiar a costa e aguardar pacientemente a capitulação de Lima. No fim das contas, o vice-rei interino, general […]

#724

26 de fevereiro de 2019

No momento em que Bolívar subiu a escadaria do palácio do vice-reino de Nova Granada naquele dia abafado de 10 de agosto, em 1819, seu nome já era conhecido ao resto do mundo. Em Washington, John Quincy Adams e James Monroe se perguntavam com apreensão se sua tenra nação, fundamentada nos princípios da autonomia e […]

#723

25 de fevereiro de 2019

Nomeado para enfrentar a resistência de Quinto Sertório na Espanha (80-72 a.C.), Pompeu foi apoiado por um exército que já operava lá sob o comando de um governador indicado de forma mais convencional. Seu propósito foi ajudado pela relutância dos cônsules de 77 a.C. em ir para região. Dessa vez, Pompeu foi investido do protocolar […]

#722

24 de fevereiro de 2019

Cneu Pompeu serviu sob comando do pai durante a Guerra Social (91-88 a.C.). Após a morte do pai, passou algum tempo no acampamento de Lúcio Cornélio Cina, mas o regime de Cina o tratava com suspeita e, finalmente, Pompeu retirou-se para as vastas propriedades de sua família em Piceno. Quando o rival de Cina, Lúcio […]

#721

22 de fevereiro de 2019

“O que o resto da Europa dirá se aceitarmos este generosíssimo legado de sua majestade católica?”, ponderou Luís XIV. Se ele aceitasse o testamento, o trono espanhol passaria ao segundo filho do delfim, o duque de Anjou, com 17 anos, cujo irmão mais velho, o duque de Borgonha, era obrigado a permanecer na França como […]

#720

21 de fevereiro de 2019

No outono de 1697, com a assinatura de uma série de tratados na cidade holandesa de Rijswijk, a guerra do Rei Sol contra a Grande Aliança — nada menos que metade da Europa — tinha finalmente chegado ao fim. Após nove anos de lutas, ninguém tinha ganhado muito. Territórios conquistados com muita dificuldade foram devolvidos; […]

#719

20 de fevereiro de 2019

Carlos XII da Suécia (1682 – 1718) foi o soldado mais atrevido e agressivo de sua geração. A impressão que os inimigos e uma Europa atenta tinham de Carlos era a de que ele estava ansioso por batalhas, a qualquer momento e contra quaisquer chances. Era extremamente devoto do movimento rápido e das táticas de […]

#718

19 de fevereiro de 2019

Aos dezoito anos, Carlos XII da Suécia estava nas profundezas de uma floresta, caçando um urso, quando soube que as tropas de seu primo, Augusto II da Polônia haviam invadido a Livônia sueca sem uma declaração de guerra. Ouviu a notícia calmamente, sorriu, virou-se para o embaixador francês e falou em voz baixa: “Faremos o […]

#717

18 de fevereiro de 2019

Em 334 a.C., Alexandre III, rei da Macedônia aos vinte e dois anos de idade e já notável por sua ousadia e por sua ambição, decidiu que pisaria na Ásia pela primeira vez na praia tradicionalmente considerada aquela onde, cerca de nove séculos antes, os negros navios gregos aportaram durante os dez angustiantes anos em […]