“O verdadeiro objetivo da guerra é a paz.”
― Sun Tzu

Mao

#506

11 de fevereiro de 2018

Em uma excursão ao alto do morro, Mao viu uma choupana de sapé em chamas, ao longe. Os moradores estavam do lado de fora, impotentes, enquanto o fogo engolia sua casa. De acordo com a fotógrafa de Mao, ele “se virou para mim com um olhar de relance e disse com frieza: ‘Fogo bom. É […]

Mao

#505

10 de fevereiro de 2018

Outro elemento central de seu caráter que Mao revelou ainda jovem foi o prazer que sentia com a sublevação e a destruição: “Guerras gigantescas durarão tanto quanto o céu e a terra e jamais se extinguirão […] O ideal de um mundo de Grande Igualdade e Harmonia [da tong, sociedade ideal confucionista] está errado”. Não […]

#504

7 de fevereiro de 2018

A história do Estado seguiu um curso diferente na Ásia, embora uma intensificação semelhante das operações estatais possa ser vista. Tanto o regime Tokugawa, no Japão, quanto a dinastia Qing, na China., fortaleceram a administração burocrática, exercendo um controle ainda mais estrito do que as dinastias anteriores. Na verdade, os europeus ficaram tão impressionados com […]

#503

4 de fevereiro de 2018

No governo de Hongwu e de sua dinastia, que duraria 276 anos, o império cresceu e enriqueceu, com longos períodos de profunda e ampla paz interna. Mais uma vez ocorreram feitos notáveis na arte e na literatura, no teatro nos trabalhos em laca e cerâmica. É possível que os trabalhos em porcelana tenham sido insuperáveis. […]

#502

3 de fevereiro de 2018

O homem que se transformou no imperador Hongwu (que significa “extenso poder militar”) vinha de uma família camponesa muito pobre, ficou órfão aos 16 anos e foi mendigo, monge budista e rebelde. Até 1340, foi um personagem insignificante de um pequeno bando insubordinado num vilarejo assolado pela peste. Mas encontrara sua verdadeira vocação como bandido […]

#501

31 de janeiro de 2018

O crescimento do Império Britânico deveu-se a muitos fatores, sendo um dos principais a criação do comércio do ópio, pelo qual a Companhia das Índias Orientais inglesa vinculou o controle territorial da Índia aos mercados da China, onde comprava chá e tecidos. O sucesso da companhia, por sua vez, tem de ser ligado ao vácuo […]

#500

28 de janeiro de 2018

Por que as ideias de Confúcio, tão altamente apreciadas em séculos posteriores, foram tão cabalmente ignoradas em seu próprio tempo? À primeira vista, seu insucesso pode parecer surpreendente. Como imperadores e dirigentes da China e de boa parte do resto do Leste Asiático viriam a considerar posteriormente, vários aspectos dos ensinamentos de Confúcio proporcionavam uma […]

Mao

#499

27 de janeiro de 2018

Em 20 de abril de 1949, um exército comunista de 1,2 milhão de homens começou a atravessar o Yangtze. No dia 23, tomou Nanquim, a capital de Chiang, acabando, na prática, com 22 anos de regime nacionalista na China continental. Naquele dia, Chiang foi de avião para Xikou, sua terra ancestral. Sabendo que seria provavelmente […]

Mao

#498

24 de janeiro de 2018

Os fortes sentimentos de Chiang para com sua esposa contribuíram muito para ele perdesse a China. Seu primeiro-ministro após a guerra sino-japonesa foi T. V. Soong, que era irmão de madame Chiang. Os Soong e os Kung, família do marido da irmã mais velha de madame Chiang, locupleraram-se com as políticas de T. V. Após […]

#497

21 de janeiro de 2018

Confúcio esperava ainda mais do rei do que de um indivíduo comum. Ao se pautar rigorosamente por esses preceitos morais, o rei carregava a pesada responsabilidade de servir de paradigma de virtude para todos os demais do reino. Ele só poderia reinar aperfeiçoando-se e com isso aperfeiçoaria a sociedade em geral. “Estimule o povo a […]

#496

20 de janeiro de 2018

No pensamento de Confúcio, o soberano situava-se no topo de uma hierarquia que ditava responsabilidades sociais claramente definidas. Confúcio julgava que só se poderia restaurar a ordem na China se cada membro da comunidade cumprisse determinados deveres baseados em sua posição no mundo, a contar desde o soberano até o agricultor comum. Confúcio explicou esse […]

#495

17 de janeiro de 2018

Com o decorrer dos séculos, a dinastia Zhou perdeu o poder. O império era enorme e sua administração inábil. Por conseguinte, os senhores locais prestavam cada vez menos atenção ao centro. Os Zhou sempre formaram um pequeno grupo de tribos nômades de mongóis, turcomanos e alguns tibetanos que viviam ao redor ou entre eles, fazendo […]

#494

14 de janeiro de 2018

O contraste de estilo entre Nixon e Mao ficou evidente na conversa relativamente breve entre eles. Ansioso para tratar logo de negócios e conseguir vantagens, Nixon, temendo que sua reputação de ardoroso anticomunista impedisse Mao de confiar nele, declarou que desacordos passados não deveriam influenciar decisões atuais. “Nos aproximamos por causa do reconhecimento de uma […]

#493

13 de janeiro de 2018

Quando chegaram a Pequim às 11h30 de 21 de fevereiro de 1972, Nixon insistiu em sair do avião sozinho. Rogers, Kissinger e o restante da equipe da Casa Branca deveriam esperar até que fosse filmado o aperto de mãos entre o presidente e Zhou Enlai. “Fomos instruídos sobre isso pelo menos umas dez vezes antes […]

#492

10 de janeiro de 2018

O que Confúcio resolveu estudar foram os escritos e rituais que mesmo em sua época era considerados antigos. Em sua busca de soluções para os percalços da China de seu tempo, voltou-se para um período que percebia como uma era dourada, quando a nação estava unificada e em paz: os anos iniciais da dinastia Zhou. […]

#491

7 de janeiro de 2018

Os Song reivindicaram o poder de um modo nada confuciano: com um golpe militar. Zhao Kuangyin, um conselheiro da dinastia Zhou Posterior, um império de vida curta que surgiu após a queda dos Tang, fingiu sair da capital com suas tropas para defender a nação de bárbaros ameaçadores postados na fronteira. Em vez disso, fez […]

#490

6 de janeiro de 2018

Com o enfraquecimento da dinastia Tang no século VIII e a medida que a desordem novamente tomava conta da China, os confucianos culparam a proliferação do budismo e pelos males com que a nação se deparava. O problema, julgavam os confucianos, era que o budismo obnubilara as mentes dos homens; a sabedoria de Confúcio fora esquecida. […]

#489

3 de janeiro de 2018

A China foi o grande destino global da prata europeia por duas razões. Em primeiro lugar , o poder da prata de comprar ouro nas economias asiáticas era maior do que na Europa. Se 12 unidades de prata eram necessárias para comprar uma unidade de ouro na Europa, o mesmo volume de ouro podia comprado […]

#488

31 de dezembro de 2017

No século V a.C., pelo menos 6 províncias chinesas fabricavam seda, e, em cada primavera, a imperatriz abria a temporada do cultivo da seda. Era um trabalho árduo reservado às mulheres. As filhas, mães e avós das famílias dedicavam bastante tempo durante o dia para alimentar e cuidar dos bichos-da-seda, separar os casulos e tecer, […]

#487

30 de dezembro de 2017

A lenda diz que, certa vez, por volta de 2640 a.C., a Senhora Hsi Ling-shi, esposa do mítico imperador Amarelo, estava tomando chá. Um casulo de bicho-da-seda caiu por acaso dentro da xícara. Quando ela tentou pegá-lo, dele saiu um filamento. O mundo descobrira a seda. Mais tarde ela introduziu o tear. Se essa história […]

#486

27 de dezembro de 2017

Os Analectos nos contam sobre um homem chamado Jie Yu, conhecido como “o louco de Chu”, que passou por Confúcio cantando uma canção: Como tua virtude decaiu! O que se passou é irremediável, Mas o porvir ainda não está perdido. Desiste, desiste! Periclitante é a sina dos que ora detêm cargos públicos. Confúcio saltou da […]

#485

24 de dezembro de 2017

O arroz aparece em inúmeros mitos nos países onde é cultivado. Em mitos chineses, ele aparece para salvar a humanidade quando ela está a beira da inanição. Segundo uma história, a deusa Guan Yin apiedou-se dos seres humanos famintos espremeu seus seios para produzir leite, que escorreu para as espigas antes vazias dos pés de […]

#484

23 de dezembro de 2017

Os ancestrais dos seres humanos modernos distanciaram-se dos macacos cerca de meio milhão de anos atrás, e seres humanos “anatomicamente modernos” surgiram a cerca de 150 mil anos. Os seres humanos primitivos eram caçadores-coletores que subsistiam com plantas coletadas e animais caçados na natureza. Foi somente nos últimos 11 mil anos, aproximadamente, que se começou […]

#483

20 de dezembro de 2017

As fronteiras de seu mundo eram rodeadas de desertos, oceanos e montanhas. O isolamento, com suas graves consequências, foi fortalecido por conflitos constantes com tribos guerreiras e bandos de salteadores da Ásia Central, que em torno de 1700 a.C. viajavam de um oásis perigoso a outro, ao passo que a China ficou separada por algo […]

#482

17 de dezembro de 2017

A popularidade do chá durante a dinastia Tang foi demonstrada pela imposição do primeiro tributo sobre ele em 780 d.C. e pelo sucesso de um livro publicado no mesmo ano: O clássico do chá, de Lu Yu, um célebre poeta taoísta. Escrito a pedido dos mercadores que vendiam chá, o livro descreve seu cultivo, sua […]

#481

16 de dezembro de 2017

De acordo com a tradição chinesa, a primeira xícara de chá foi feita pelo imperador Shen Nung, cujo reinado data tradicionalmente de 2737 a 2697 a.C. Ele foi o segundo dos lendários imperadores da China e recebeu o crédito pelas invenções da agricultura e do arado, bem como pela descoberta das ervas medicinais. De modo […]

#480

13 de dezembro de 2017

Para Confúcio, despender energia com tais assuntos era perda tempo. Ele era em grande medida um homem do aqui e agora, focado no primordialmente real. Procurava instilar moralidade nos homens, assegurar o bom governo, fortalecer a família e ensejar prosperidade à sociedade. Seu objetivo era enviar as pessoas a serem virtuosas e a empregar essa […]

#479

10 de dezembro de 2017

Como as conversas não levaram a nenhum compromisso substancial (a continuação da liga oficial com o Taiwan impedia o reconhecimento da China comunista), parecia essencial emitir um comunicado que demonstrasse uma mudança significativa nas relações sino-americanas. Kissinger trabalhou durante 20 horas com os chineses para extrair palavras que servissem às necessidades de ambos os lados […]

#478

9 de dezembro de 2017

Os encontros durante os próximos sete dias foram cuidadosamente orquestrados. As manhãs eram dedicadas a passeios, filmados pela televisão para mostrar aos americanos um relance dos monumentos da China e de sua longa história. Mais importante para Nixon, era promovida a sua imagem como um estadista mundial honrado e respeitado em um país distante. Felizmente, […]

#477

6 de dezembro de 2017

A palavra que Fang Yizhi usa para o fumo é danrouguo, “fruto carnudo da planta danbagu”. Danbagu era o nome que os chineses das Filipinas davam ao fumo. Cunharam-no como transliteração grosseira do espanhol tabaco, que por sua vez, os espanhóis tinham transliterado da palavra caribenha que denominava a cana-oca em que os indígenas caribenhos […]

#476

3 de dezembro de 2017

O imperador representava o ápice do governo e era o grande executor de transgressões. Qualquer poder alheio era mantido apenas pelo capricho do imperador. A aristocracia rural foi substituída por funcionários regionais nomeados. O protesto e a rebelião da aristocracia foram enfraquecidos pela mudança forçada de umas 120 mil famílias dominantes para novos palácios na […]

#475

2 de dezembro de 2017

Ao final do período dos Estados Combatentes, o pequeno Estado que restou com poder foi o principado dos Qin (ou Ch’in/Ts’in), cujo duque passou a adotar o título de Wang, ou rei. Grande parte de sua população não era chinesa, e sim tibetana ou turca. No entanto, os governantes podiam recrutar a população inteira para […]

#474

29 de novembro de 2017

Em seu breve pronunciamento de 400 palavras sobre a abertura à China, Nixon enfatizou que a nova relação com o país “não era dirigida contra qualquer outra nação”. Mas, certamente, Nixon e Kissinger consideravam a iniciativa uma forma útil de pressionar a União Soviética. “O impacto benéfico sobre a União Soviética talvez seja a única […]

Mao

#473

26 de novembro de 2017

A impiedade de Mao produziu uma política eficaz contra Chiang. Tratava-se de “atrair o inimigo bem para dentro da zona vermelha e atacar quando ele estivesse exausto”. Mao argumentava que, como os nacionalistas não estavam familiarizados com o terreno, as condições deveriam favorecer os comunistas. Uma vez que havia pouquíssimas estradas, as tropas nacionalistas teriam […]

Mao

#472

25 de novembro de 2017

Chiang Kai-shek, descendente de uma família de comerciantes de sal da província costeira de Zhejiang, nasceu em 1887, seis anos antes de Mao. Conhecido mais tarde no exterior como “Generalíssimo”, era militar profissional e tinha uma aparência impassível, distante e fechada. Fizera treinamento no Japão e, em 1923, como chefe do estado-maior nacionalista, chefiara uma […]

#471

22 de novembro de 2017

O fumo foi até a China por três rotas: a rota portuguesa para leste, do Brasil até Macau; a rota espanhola para oeste, do México até Manila; e uma terceira rota, que consistia de uma série de viagens curtas pela Ásia oriental, até Beijing. A primeira e a segunda rotas desenvolveram-se mais ou menos ao […]

#470

19 de novembro de 2017

A família manchu governante, os Aisin-Gioro, produziu uma sucessão de imperadores aptos e laboriosos, monarcas absolutistas que tomava pessoalmente todas as decisões importantes. Não existia sequer um primeiro-ministro, mas apenas um grupo de auxiliares, o Grão-Conselho. Os imperadores se levantavam ao romper da madrugada para ler relatórios, realizar reuniões, receber autoridades e emitir decretos. Os […]

#469

18 de novembro de 2017

Os manchus eram um povo que originalmente vivia na Manchúria, além da Grande Muralha, a nordeste da China. Em 1644, a dinastia chinesa Ming foi derrubada por uma rebelião camponesa, e o último imperador Ming se enforcou numa árvore no jardim no fundos de seu palácio. Os manchus aproveitaram a ocasião para invadir o país. […]

#468

15 de novembro de 2017

Ao examinarmos o confucionismo só mais um pouquinho a fundo, porém, torna-se problemático equiparar essa tradição a outras religiões, sejam elas do Oriente ou do Ocidente. O confucionismo carece dos elementos mais óbvios de uma religião moderna. Não há nenhum clericato efetivo, nenhuma “igreja” definida nem qualquer deidade central como foco de culto. Ainda que […]

#467

12 de novembro de 2017

Em 53 a.C., o homem mais poderoso de Roma, Marco Licínio Crasso e suas legiões perseguiam os párticos (persas) no Eufrates — no atual Iraque — quando então os párticos subitamente deram meia-volta, pararam as legiões com uma saraivada de flechas e desfraldaram grandes bandeiras de seda. O brilho impressionante das bandeiras sob a luz […]

#466

11 de novembro de 2017

A prata corria para leste, de Potosí até a Europa, e, depois, da Europa para a Ásia, mas não era essa a única rota até a China, muito menos a mais importante. O dobro do volume de prata que ia para leste também ia para oeste; primeiro até o litoral, e daí para Acapulco, de […]

#465

8 de novembro de 2017

O renascimento da Ásia tem muitas causas, mas não teria sido possível sem o espetacular aumento da produtividade agrícola provocado pela revolução verde. Entre 1970 e 1995, a produção de cereais na Ásia dobrou, o número de calorias disponíveis por pessoa aumentou 30% e os preços do trigo e do arroz caíram. O impacto imediato […]

#464

5 de novembro de 2017

No Ocidente, acadêmicos e políticos estudaram durante séculos os filósofos gregos, a Bíblia e outras obras judaico-cristãs e os pensadores que a assentaram a base para a sociedade moderna do Ocidente tais como John Locke, Thomas Hobbes e Adam Smith. Não foi assim no Extremo Oriente. Historicamente, acadêmicos, escritores e dirigentes estatais daquela porção do […]

#463

4 de novembro de 2017

A mais antiga referência chinesa sem ambigüidades ao chá vem do século I a.C., tendo começado como uma bebida caseira na China por volta dessa época. Um livro daquele tempo, Regras de trabalho para criados, descreve as maneiras adequadas para se comprar e servir chá. Ele tornara-se tão popular por volta do século IV d.C. […]

#462

1 de novembro de 2017

O conceito de sistema tributário era reforçado pelo enorme tamanho, poder e sofisticação da China. No final do primeiro milênio, a população do império totalizava cerca de 60 milhões de pessoas, e o sistema tributário era o instrumento pelo qual a China impunha as regras e controlava as formas de conduta das tribos e reinos […]

#461

29 de outubro de 2017

A China é o poder em ascensão mais intrigante do mundo moderno. O crescimento explosivo da economia chinesa e a possibilidade de ser em breve a próxima superpotência, que dominará o Leste asiático e influenciará o resto do mundo, têm atraído o interesse mundial, admiração e inveja, ou apreensão. É uma mudança extraordinária de posição […]

#460

28 de outubro de 2017

Um dia, naquele mesmo ano [1908], Cixi passeava num jardim da Cidade Proibida, contemplando as muitas estátuas budistas ali expostas. Por alguma razão, achou que elas não se achavam distribuídas da maneira ideal e ordenou aos eunucos que as mudasse de lugar. A transferência das estátuas de um local para outro expôs uma volumosa pilha […]

#459

25 de outubro de 2017

Uma característica notável da trajetória econômica do mundo é que durante a maior parte da história humana a Ásia foi a região mais rica da Terra. Estima-se que no primeiro milênio da era cristã ela era responsável por 75% da produção econômica mundial. Não que as pessoas ali fossem individualmente mais ricas; a renda per […]

Mao

#458

22 de outubro de 2017

Durante as férias de verão de 1917, Mao e um amigo perambularam pelo campo por um mês, ganhando comida e abrigo dos camponeses e, em troca, fazendo caligrafias para decorar suas portas da frente. Em outra ocasião, Mao e dois colegas de escola caminharam ao longo de uma ferrovia recém-construída e, quando a noite caiu, […]

Mao

#457

21 de outubro de 2017

Em 23 de agosto de 1939, a União Soviética assinou um pacto de não agressão com a Alemanha nazista e, no mês seguinte, os dois países invadiram a Polônia e a dividiram entre eles. Muitos chineses ficaram escandalizados com o acordo de Stálin com Hitler. Esse sentimento talvez tenha sido mais bem articulado pelo fundador […]