#621

30 de setembro de 2018

A capacidade europeia de organizar e manter operações comerciais em escala global dependia, em parcela nada pequena, das novas tecnologias que acompanhavam o comércio marítimo. Em 1620, o polímata inglês Francis Bacon escolheu citar três “descobertas mecânicas” que, em sua opinião, “mudaram todo o aspecto e o estado das coisas no mundo inteiro”. Uma delas […]

#593

12 de agosto de 2018

Os leitores holandeses ouviram falar da porcelana chinesa em 1596 por meio de Jan Huygen van Linschoten, holandês que foi à Índia a serviço dos portugueses. “Itinerário”, seu livro de sucesso, inspirou a geração seguinte de comerciantes mundiais holandeses. Van Linschoten viu a porcelana chinesa nos mercados de Goa. Embora nunca tenha ido à China, […]

#503

4 de fevereiro de 2018

No governo de Hongwu e de sua dinastia, que duraria 276 anos, o império cresceu e enriqueceu, com longos períodos de profunda e ampla paz interna. Mais uma vez ocorreram feitos notáveis na arte e na literatura, no teatro nos trabalhos em laca e cerâmica. É possível que os trabalhos em porcelana tenham sido insuperáveis. […]

#502

3 de fevereiro de 2018

O homem que se transformou no imperador Hongwu (que significa “extenso poder militar”) vinha de uma família camponesa muito pobre, ficou órfão aos 16 anos e foi mendigo, monge budista e rebelde. Até 1340, foi um personagem insignificante de um pequeno bando insubordinado num vilarejo assolado pela peste. Mas encontrara sua verdadeira vocação como bandido […]

#489

3 de janeiro de 2018

A China foi o grande destino global da prata europeia por duas razões. Em primeiro lugar , o poder da prata de comprar ouro nas economias asiáticas era maior do que na Europa. Se 12 unidades de prata eram necessárias para comprar uma unidade de ouro na Europa, o mesmo volume de ouro podia comprado […]

#477

6 de dezembro de 2017

A palavra que Fang Yizhi usa para o fumo é danrouguo, “fruto carnudo da planta danbagu”. Danbagu era o nome que os chineses das Filipinas davam ao fumo. Cunharam-no como transliteração grosseira do espanhol tabaco, que por sua vez, os espanhóis tinham transliterado da palavra caribenha que denominava a cana-oca em que os indígenas caribenhos […]

#471

22 de novembro de 2017

O fumo foi até a China por três rotas: a rota portuguesa para leste, do Brasil até Macau; a rota espanhola para oeste, do México até Manila; e uma terceira rota, que consistia de uma série de viagens curtas pela Ásia oriental, até Beijing. A primeira e a segunda rotas desenvolveram-se mais ou menos ao […]

#466

11 de novembro de 2017

A prata corria para leste, de Potosí até a Europa, e, depois, da Europa para a Ásia, mas não era essa a única rota até a China, muito menos a mais importante. O dobro do volume de prata que ia para leste também ia para oeste; primeiro até o litoral, e daí para Acapulco, de […]

#454

14 de outubro de 2017

As lembranças da China e suas conquistas mais admiráveis em alto-mar foram suprimidas. Em 1480, o ministro da Guerra, com uma lógica burocrática implacável, destruiu os registros das viagens de Zheng He. Bem antes de 1500, o imperador baniu a construção de navios de alto-mar e proibiu seus súditos sob pena de morte, de navegarem. […]

#99

8 de julho de 2015

No início do século XVI, quando os primeiros europeus chegaram à China pelo mar, os chineses justificadamente consideravam seu país o maior da Terra. Era a maior e mais populosa nação do mundo, com uma civilização bem mais antiga e duradoura do que qualquer outra na Europa. Seus habitantes supunham que o Império Celestial, como […]

#90

17 de junho de 2015

As primeiras peças de porcelana chinesa que chegaram à Europa espantaram todos os que as viram ou manusearam. Quando instados a descrever o material de que eram feitas, os europeus só conseguiam pensar em cristal. A superfície vitrificada era dura e lustrosa, os desenhos sob a superfície, bem-definidos, as cores, vivas e brilhantes. O material […]

#19

23 de janeiro de 2015

Antes que a prata pudesse ser transportada, tinha de ser cunhada em reais na Casa da Moeda de Potosí. A maior parte ia para Europa por duas rotas diferentes, a oficial e a “porta dos fundos”. A rota oficial, sob o controle da coroa espanhola, seguia para oeste, por sobre as montanhas, até o porto […]

#03

3 de janeiro de 2015

Na virada do século XVII, os navios da VOC [Companhia Holandesa das Índias Orientais] também estavam no mar da China Meridional, sondando o litoral ao norte de Macau até a província de Fujian, em busca de um lugar onde pudessem estabelecer o comércio com a China. Como já tinha um acordo comercial em Macau com […]