#866

8 de agosto de 2019

Para sua posição cada vez mais inflexível com os soviéticos, Harriman foi bastante influenciado por Kennan que, na opinião de Harrison Salisbury, “conhecia melhor os russos do que qualquer pessoa de minha geração.” Depois de chegar a Moscou em junho de 1944, Kennan, que já havia servido lá no início dos anos 1930, sublinhou para […]

#865

7 de agosto de 2019

Enquanto Paris fervia de felicidade com sua libertação, os residentes de outra capital europeia ocupada estavam em plena luta pela sua. Três semanas antes de os aliados entrarem em Paris, cerca de 25 mil membros do movimento clandestino polonês desencadearam um levante em Varsóvia contra seus ocupantes názis. A rebelião coincidiu com uma ofensiva em […]

#859

31 de julho de 2019

Ofuscada pela Sturm und Drang [ação e emoção] da controvérsia sobre a França, outra nação europeia cativa — a Polônia — também se viu em dificuldades com seus maiores e mais poderosos aliados. Até que a União Soviética fosse catapultada para a guerra em junho de 1941, a Polônia havia contribuído mais para a sobrevivência […]

#843

12 de julho de 2019

“A influência soviética na Manchúria crescerá em termos consideráveis”, ponderou Harriman, “caso os russos venham a controlar as ferrovias e protegê-las com suas tropas.” Exatamente o mesmo que os japoneses haviam feito antes de incorporar a região: permissão de uso, policiamento dos trechos e ocupação armada. Em Moscou, ao discutir os pormenores com o general […]

#842

11 de julho de 2019

Desde o começo da Segunda Guerra Mundial a Rússia não se envolvera na guerra no Pacífico, pois dela tirava proveito. O Japão engajado na China, no Sudeste Asiático e no mar, não tinha como se preocupar com a Sibéria, contrariando os mais íntimos desejos de sua aliada, a Alemanha. Rússia e Japão não queriam inimigos […]

#839

8 de julho de 2019

Em Teerã, na oportunidade em que Churchill convidou Roosevelt para almoçar, o presidente americano declinou. Hopkins explicou que o presidente não queria “dar a impressão de que ele e Winston arquitetavam maneiras de deixar Stalin em posição desconfortável.” Em vez disso, Roosevelt uniu forças com Stalin para constranger Churchill. Num jantar logo depois do início […]

#838

7 de julho de 2019

No Cairo, em novembro de 1943, Roosevelt ofereceu um festivo jantar de Ação de Graças a Churchill e outras autoridades dos governos americano e britânico que compareciam à conferência, entre eles Winant e Harriman. Naquela noite, a antiga camaradagem Churchill-Roosevelt foi de novo ostentada. O Presidente trinchou dois enormes perus para os que o cercavam […]

#831

29 de junho de 2019

Apesar de sua retórica idealista quanto a se criar um mundo justo e livre de conflitos após a guerra, Roosevelt, como Churchill, tinha pouco interesse num planejamento sério e de longo prazo para traduzir tal mundo em realidade. De fato, durante grande parte da guerra, o presidente se recusou firmemente a qualquer discussão detalhada sobre […]

#824

21 de junho de 2019

Do ponto de vista da maioria dos presentes, Stalin foi, de longe, o melhor negociador dos três líderes em Teerã; lá, e mais tarde em Yalta, os diplomatas e as autoridades militares americanas e inglesas partilharam a inquietante sensação, como observou um funcionário britânico, de que “os ganhos foram sempre para a Rússia, e as […]

#821

18 de junho de 2019

Menos de duas semanas após a assinatura dos acordos de Yalta, Stalin deu indicações de que não tinha a intenção de honrá-los, ao menos no que se referia à Polônia. O governo soviético rejeitou virtualmente todos os líderes poloneses não comunistas indicados embaixadores dos Estados Unidos e Grã-Bretanha, Averell Harriman e Archibald Clark Kerr, para […]

#353

19 de fevereiro de 2017

Era o emprego que Harriman queria — na verdade, cobiçava. No entanto, embora vibrando com a nomeação, ficou um pouco frustrado ao perceber a atitude indiferente do Presidente em relação ao Lend-Lease. Apesar de gostar de estar no centro dos acontecimentos, ele ansiara pela posição porque acreditava piamente que os Estados Unidos tinham a obrigação […]

#352

18 de fevereiro de 2017

Embora Harriman já tivesse feito inúmeros negócios ao tempo do encontro na Casa Branca e então fosse o chairman da Union Pacific, Roosevelt o via praticamente só como esportista e playboy. Ele se tornara campeão de polo no fim dos anos 1920, devotando mais de um ano ao jogo; e na década de 1930, criara […]

#336

11 de janeiro de 2017

Seis semanas após a desafiadora transmissão de Murrow na Véspera do Ano Novo, Franklin Roosevelt convidou W. Averell Harriman para um encontro no Escritório Oval. No meio de uma conversa sem pé nem cabeça entre os dois, o Presidente mencionou en passant que pretendia despachar Harriman para Londres a fim de supervisionar o fluxo da […]

#123

6 de setembro de 2015

A antipatia de Roosevelt pelo colonialismo britânico foi reforçada por um editorial da Life, de 12 de outubro de 1942, intitulado “Uma Carta Aberta ao Povo da Inglaterra”. Nele, os editores da revista declararam: “De uma coisa estamos certos: não estamos lutando para manter o Império Britânico intacto. Não gostamos de deixar o assunto de forma […]