#886

7 de janeiro de 2020

Na China, a Segunda Guerra Mundial terminou em outubro de 1949 e começou em julho de 1937. Começou com a resistência à invasão japonesa e terminou com a vitória do Partido Comunista sobre o governo nacionalista chinês de Chiang Kai-shek. A guerra civil entre os dois partidos chineses perdurava desde a infância de ambos, determinando […]

#747

24 de março de 2019

Alexandre ordenou a construção de mais navios durante sua convalescência para carregar os soldados pelo restante da jornada até o mar. Quando estes ficaram prontos, ele mais uma vez embarcou milhares de homens, enquanto os que sobraram marchavam pelas margens. O largo Acesines juntou-se alguns dias depois ao Hífasis, que vinha fluindo do leste, e […]

#746

23 de março de 2019

Quando o exército macedônio finalmente chegou ao vale de Cabul no início da primavera, Alexandre deu a seus homens um breve, mas muito necessário descanso. Entre eles e a Báctria ainda havia alguns dos picos mais altos do Hindu Kush. Teria sido prudente esperar em Cabul até o início do verão, quando a neve da […]

#557

10 de junho de 2018

Em março de 1506, o samorim indiano de Calicute tinha conseguido armar-se com uma artilharia eficiente — de fabricação italiana — e as chances estavam contra os europeus. Lourenço, (filho do almirante Francisco de Almeida) que estava no comando, convocou seus homens e os incentivou ao sacrifício, com as palavras de um verdadeiro cruzado: “Ó […]

#501

31 de janeiro de 2018

O crescimento do Império Britânico deveu-se a muitos fatores, sendo um dos principais a criação do comércio do ópio, pelo qual a Companhia das Índias Orientais inglesa vinculou o controle territorial da Índia aos mercados da China, onde comprava chá e tecidos. O sucesso da companhia, por sua vez, tem de ser ligado ao vácuo […]

#488

31 de dezembro de 2017

No século V a.C., pelo menos 6 províncias chinesas fabricavam seda, e, em cada primavera, a imperatriz abria a temporada do cultivo da seda. Era um trabalho árduo reservado às mulheres. As filhas, mães e avós das famílias dedicavam bastante tempo durante o dia para alimentar e cuidar dos bichos-da-seda, separar os casulos e tecer, […]

#485

24 de dezembro de 2017

O arroz aparece em inúmeros mitos nos países onde é cultivado. Em mitos chineses, ele aparece para salvar a humanidade quando ela está a beira da inanição. Segundo uma história, a deusa Guan Yin apiedou-se dos seres humanos famintos espremeu seus seios para produzir leite, que escorreu para as espigas antes vazias dos pés de […]

#356

26 de fevereiro de 2017

Nem mesmo as profundas divisões políticas no interior de sua comunidade de crentes — fosse a ascensão de al-Andalus no século VIII, a fragmentação posterior do Califado Abássida ou a eventual dissolução da Espanha muçulmana no século XI em pequenos estados inimigos — podiam romper laços fundamentais proporcionados por uma fé, uma língua e um […]

#303

26 de outubro de 2016

No começo de 1921 ninguém poderia prever o domínio que Jinnah, o anglicizado advogado de Bombaim, exerceria sobre os muçulmanos da Índia — nem mesmo ele. Era Muhammad Ali Jauhar que na época os seduzia, e Jauhar ainda estava ligado ao Mahatma. A contenção verbal não fazia parte do estilo de Jauhar. “Depois do Profeta, […]

#284

11 de setembro de 2016

A lenta erosão da autoridade que acabou debilitando os imperadores mogois na Índia oitocentista agora parecia estar se repetindo na capital que ainda se chamava Constantinopla para o Ocidente. Em seu papel religioso como califa, o sultão otomano era visto como a maior autoridade do islã sunita, ainda suserano dos lugares sagrados na península Arábica e […]

#283

10 de setembro de 2016

O caminho para a partilha da Índia teria muitas reviravoltas, nenhuma mais difícil de explicar do que a seguinte: um daqueles que levaram o nacionalista Jinnah para a Liga Muçulmana, de ardoroso sectarismo, foi um pan-islamista chamado Muhammad Ali Jouhar, que se tornaria o maior aliado muçulmano de Gandhi no Partido do Congresso. Ali tinha […]

#240

1 de junho de 2016

O que Gandhi aprendera sobre intocabilidade ao crescer em Guzerate e depois ao refletir sobre o assunto, do outro lado do oceano Índico, durante sua longa estada na África do Sul, não o prepara, de modo algum, para as loucas complicações do sistema de castas praticado em Kerala. A intocabilidade era uma coisa, mas havia […]

#229

4 de maio de 2016

Devido aos muitos anos que passara no exterior, escreveu Gandhi, ele não sabia de “muitas coisas que, como indiano, eu deveria ter sabido”. Antes da campanha de satyagraha em 1924, jamais tinha ouvido falar da inaproximabilidade. A existência dessa prática, disse, “me estarreceu e me deixou perplexo”. Aquilo o surpreendeu ainda mais porque Travancore tinha […]

#219

10 de abril de 2016

O templo de Shiva, em Vaikom, ergue-se no centro de um amplo terreno murado, mais ou menos no tamanho de quatro campo de futebol. Pode-se chegar a ele por três dos quatro lados, percorrendo ruas que cortam o mercado da cidadezinha a sudeste de Cochin, hoje Kochi. Afora algumas figueiras-dos-pagodes, algumas manchadas de grama e […]

#177

3 de janeiro de 2016

Pela primeira vez desde que liderara os trabalhadores em regime de servidão temporária que cruzaram a divisa do Transvaal, dezesseis anos e meio antes, Gandhi se preparava para marchar de novo. Agora, com 61 anos, ele partia, numa ensolarada manhã de março, para percorrer mais de 320 km até o mar, prometendo não retornar ao […]

#176

2 de janeiro de 2016

O sal era precioso por ser utilizado por todos e porque sobre ele incidia um tributo elevado, cobrado por um regime estrangeiro, o que restringia sua produção local. Desde o tempo da Companhia das Índias Orientais, as autoridades coloniais tinham contado com a receita derivada do monopólio e do imposto sobre o sal, pago até […]

#175

30 de dezembro de 2015

Apenas alguns anos antes Lisboa era uma cidade à margem do mundo. Agora ela havia sido transformada em um centro comercial que rivalizava com os mais ricos entrepostos do Oriente. Navios de três continentes lotavam seu porto. Sacos estufados de pimenta enchiam seus armazéns. Carroças cheias de musselinas e brocados, almíscar e âmbar, incenso e […]

#172

23 de dezembro de 2015

Afonso de Albuquerque já tinha cinquenta anos quando chegou pela primeira vez ao oceano Índico. Ele era de estatura mediana, com uma tez corada, um nariz grande e uma “barba venerável, que ia até abaixo de seu cinto, ao qual ele a amarrava”. Como um nobre que tinha parentesco distante com a família real, ele […]

#158

21 de novembro de 2015

Rapidamente se tornava claro que só uma ocupação armada permanente poderia alcançar o objetivo de Manuel de limpar os mares do comércio muçulmano. Isso exigia um comandante que pudesse tomar decisões em terra, e em 1505 Manuel nomeou o primeiro vice-rei da Índia. Como todos os títulos que o rei tinha inventado para si e […]

#153

10 de novembro de 2015

Mesmo antes do modesto início do ashram, em maio de 1915, Gandhi manteve seus primeiros encontros com uma emergente liderança muçulmana. Na verdade, em sua primeira semana na Índia, Muhammad Ali Jinnah, futuro fundador do Paquistão, presidiu uma recepção que os guzerates de Bombaim ofereceram a Gandhi e fez o discurso de boas-vindas. Na superfície, […]

#149

3 de novembro de 2015

O dardo arremessado por um editorialista inglês em Johannesburgo iria se tornar constante no arsenal de argumentos do próprio Gandhi. “Não nos puniu uma Nêmesis justa pelo crime da intocabilidade?”, perguntaria ele em 1931. “Não colhemos o que semeamos? […] Segregamos o ‘pária’ e somos, por nossa vez, segregados nas colônias britânicas. […] Não há […]

#138

11 de outubro de 2015

O telegrama Kruger mostrara aos britânicos que o resto da Europa se ressentia de sua influência e poder. No fim de 1896, Salisbury, cujas tentativas de coordenar as grandes potências em torno das questões envolvendo a Turquia, a China e a guerra grega tinham sido persistentemente rechaçadas, comentara que a única grande potência “que não […]

#136

7 de outubro de 2015

Aquele era um caso que só mesmo um advogado sem clientes teria aceitado. Ao desembarcar na África do Sul, Mohandas Karamchand Gandhi era um assistente jurídico de 23 anos, inexperiente e desconhecido, e vinha de Bombaim, onde seus esforços para se firmar como advogado se arrastavam sem êxito havia mais de ano. Sua estada no […]

#63

15 de abril de 2015

Usando as informações de Gama, Cabral descobriu dois portos africanos notáveis que seu predecessor tinha ignorado — Sofala, o canal para grande parte do ouro da África ocidental, e Kilwa, a capital-ilha de uma dinastia de sultões que por muito tempo dominou a costa suaíli. Ele foi acolhido com grande simpatia pelo castigado governante de […]

#32

8 de fevereiro de 2015

Em 20 de agosto de 1501, o recém-nomeado embaixador extraordinário da República de Veneza veio perante a corte real de Portugal e lançou-se em um longo e exagerado elogio ao rei Manuel I. Até muito recentemente, La Serenissima — “A Mais Serena”, nome pelo qual os venezianos chamavam sua república — mal tinha se dignado […]

#04

4 de janeiro de 2015

Em meados do século XVI, Goa tinha se tornado uma cidade colonial grande o suficiente para ganhar a alcunha de “Roma do Oriente”. Suas ruas e praças tinham cinquenta igrejas e numerosos conventos, hospícios e colégios, onde trabalhavam milhares de eclesiásticos. Sua imponente catedral branca era a sede de um arcebispado cujo domínio se estendia […]