#887

9 de janeiro de 2020

Os títulos de posse com as vitórias na Segunda Guerra Mundial, celebrados como “Fardo dos homens brancos”, falavam da superioridade de uma raça. “Somos superiores”, acreditava Churchill, porém ninguém mais lhe dava crédito. Os partidos em presença na guerra asiática o levavam a crer em características raciais explicitadas, sobretudo, na cor da pele. Dentre os […]

#886

7 de janeiro de 2020

Na China, a Segunda Guerra Mundial terminou em outubro de 1949 e começou em julho de 1937. Começou com a resistência à invasão japonesa e terminou com a vitória do Partido Comunista sobre o governo nacionalista chinês de Chiang Kai-shek. A guerra civil entre os dois partidos chineses perdurava desde a infância de ambos, determinando […]

#861

2 de agosto de 2019

Stalin havia exposto claramente a John Deane, renomado instrutor de Estratégia em Fort Leavenworth, todas suas intenções e não intenções na Manchúria para atacar o Japão. Contudo, protelava a decisão sobre os insistentes pedidos para a instalação de bases aéreas americanas na Sibéria, de onde os B-29 poderiam, sem maiores problemas, lançar seus tapetes de […]

#775

25 de abril de 2019

Quando os canhões silenciaram, em 11 de novembro de 1918, o mundo estava bem diferente do que fora em 1914. Em toda a Europa as velhas fissuras nas sociedades, temporariamente empapeladas no começo do conflito, ressurgiram à medida que a guerra seguiu seu curso, trazendo ônus cada vez mais pesados. À medida que a intranquilidade […]

#504

7 de fevereiro de 2018

A história do Estado seguiu um curso diferente na Ásia, embora uma intensificação semelhante das operações estatais possa ser vista. Tanto o regime Tokugawa, no Japão, quanto a dinastia Qing, na China., fortaleceram a administração burocrática, exercendo um controle ainda mais estrito do que as dinastias anteriores. Na verdade, os europeus ficaram tão impressionados com […]

Mao

#457

21 de outubro de 2017

Em 23 de agosto de 1939, a União Soviética assinou um pacto de não agressão com a Alemanha nazista e, no mês seguinte, os dois países invadiram a Polônia e a dividiram entre eles. Muitos chineses ficaram escandalizados com o acordo de Stálin com Hitler. Esse sentimento talvez tenha sido mais bem articulado pelo fundador […]

#266

31 de julho de 2016

Nas pegadas da Alemanha e da Rússia, também a Grã-Bretanha e a França estavam atentas para não ficar de fora. A Grã-Bretanha arrendou a antiga sede da Frota Norte, Weihaiwei, na extremidade oriental da península de Shandong — na costa oposta a Port Arthur, arrendada pela Rússia. O arrendamento britânico tinha a mesma duração dos […]

#265

30 de julho de 2016

Com a derrota para o Japão. O cenário de pesadelo, articulado com tanta eloquência pelo vice-rei Zhang Zhidong, ao se opor à assinatura do tratado de Shimonoseki, se materializou no fim de 1897. As potências europeias, agora insolentes e agressivas em relação a China, começaram a clamar por um pedaço do império. A Alemanha exigia […]

#187

27 de janeiro de 2016

Em 29 de maio de 1894, depois de inspecionar a costa, o conde Li apresentou ao monarca outro relatório otimista. Dessa vez, porém, notavam-se sinais de apreensão: o conde mencionou que o Japão vinha comprando vasos de guerra a cada ano e que a China estava ficando para trás nesse quesito. Contudo, evitou deixar claras […]

#110

8 de agosto de 2015

Começava então um verdadeiro jogo de gato e rato entre os japoneses, a polícia e a horda de dedos-duros — brasileiros, quase sempre. Embora os “inspetores de quarteirão” fossem a autoridade mais próxima dos japoneses, e portanto a mais temida, os imigrantes sabiam que não podiam confiar em ninguém. Decididos a não entregar os pontos, […]

#107

1 de agosto de 2015

O rompimento de relações entre Brasil e Japão transformou a vida da colônia em um inferno. Duas velhas leis que nunca tinham sido aplicadas foram desenterradas e colocadas em prática. A primeira delas, de 1933, fora aprovada no auge da xenofobia dos “eugenistas” e proibia o ensino da língua japonesa a qualquer criança menor de 10 […]

#27

3 de fevereiro de 2015

Mesmo derrotado, o imperador do Japão guardava um fiapo de trunfo na manga: os EUA temiam que, consolidada a paz, o Japão pudesse pender para o lado dos comunistas. O principal obstáculo às ambições do marechal Joseph Stalin, lider supremo da URSS, os americanos sabiam, era a manutenção, ainda que simbólica, de Hiroíto no trono […]