#920

7 de março de 2020

O que Mao e Zhou Enlai haviam consentido — a transferência de 16 mil solados para Taiwan — poderia ter sido feito dois anos antes. Naquela ocasião, já haviam enviado à morte 750 mil, portanto dispunha de um número suficiente de heróis. Como fizera Stalin, podiam declarar que todos os prisioneiros eram em princípio, covardes. […]

#917

1 de março de 2020

Após a exposição e o cruzamento de várias ideias, chegou-se à decisão contida na National Security Council Action Nº 794, que previa, em face do fracasso das negociações em Panmunjom, uma solução militar consoante as “diretrizes gerais” estabelecidas pelos Joint Chiefs, que recomendaram, como já foi dito, o “uso extensivo, estratégico e tático de bombas […]

#915

27 de fevereiro de 2020

Uma parada no paralelo 38, sugerida por 13 países neutros como uma espécie de empate seguido de negociações, implicava, de certa forma, a ofensiva. “Por que essas 13 nações nada disseram quando as forças americanas ultrapassaram o paralelo 38?”, ponderou Chu. Se os EUA e a ONU haviam ignorado a fronteira, as tropas chinesas também […]

Mao

#914

25 de fevereiro de 2020

Foi nesse ambiente que as opiniões de Mao sobre moral se moldaram. No inverno de 1917-18, ainda estudante ao completar 24 anos, ele escreveu comentários extensos sobre um livro intitulado Um sistema de ética, de Friedrich Paulsen, um filósofo alemão menor do final do século XIX. Nessas notas, Mao expressava os elementos centrais de seu […]

Mao

#913

23 de fevereiro de 2020

Para promover o “maoísmo” no mundo, Mao escolheu o aniversário de noventa anos do nascimento de Lênin, em abril de 1960, e lançou um manifesto intitulado “Viva o leninismo!”, em que sustentava que defender uma via pacífica para o socialismo era inaceitável — “revisionismo”, no jargão de Pequim — e que, se os comunistas quisessem […]

#912

22 de fevereiro de 2020

O primeiro sinal de que as coisas entre Mao e Khruschóv piorariam ainda mais ocorrera cinco meses antes, em 20 de junho de 1960, em Bucareste, onde os romenos receberam 51 delegações comunistas nacionais para seu III Congresso do Partido. Dois dias antes do encontro, Khruschóv tinha anunciado que compareceria ao evento, tendo falhado sua […]

#911

20 de fevereiro de 2020

Um ano depois, quando Konrad Adenauer, chanceler da Alemanha Ocidental, expressou preocupação com uma aliança sino-soviética, Khruschóv descartou essa possibilidade e falou de suas próprias preocupações com a China: “Pense nisso. Eles já são 600 milhões, e todo ano nascem mais 12 milhões […]. Temos de fazer alguma coisa pelo padrão de vida de nosso […]

#910

18 de fevereiro de 2020

Mao Zedong ficou ainda menos propenso a perdoar Kruschev por sua crítica póstuma e inesperada a Stalin em 1956. Segundo Kruschev, o stalinismo era insustentável e o regime soviético precisava mudar. Para Mao, uma crítica aberta a Stalin prejudicava a causa comunista mundial, pois denegria o grande líder. Poderia também enfraquecer a posição de outras […]

#909

16 de fevereiro de 2020

A Guerra da Coreia aumentou as tensões internacionais e impulsionou a corrida armamentista. Embora o desenvolvimento das indústria militares sempre tenha sido uma prioridade inquestionável para a liderança soviética, durante os últimos anos da vida de Stálin o acúmulo atingiu novos níveis. Em janeiro de 1951, ocorreu uma reunião entre a liderança soviética e altos […]

#908

15 de fevereiro de 2020

Era compreensível que, a princípio, o Ocidente subestimasse a importância do maior encontro de líderes comunistas já ocorrido no mundo, considerando que ele basicamente se caracterizava por duas semanas de discursos tediosos e redundantes pronunciados por integrantes de 81 delegações procedentes de várias partes do planeta. Nos bastidores, porém, Khruschóv agia para neutralizar a ameaça […]

#907

13 de fevereiro de 2020

Em meados da década de 1950, surgiram as primeiras manifestações públicas de um grande descontentamento quanto à relação sino-soviética. Estava, é claro, evidente desde o início para Dean Acheson, e também para os grandes serviços de inteligência ocidentais que as diferenças sino-soviéticas iriam emergir em determinado ponto e havia um grande interesse do Ocidente que […]

Mao

#905

9 de fevereiro de 2020

Enquanto isso, Mao continuava bombardeando Stálin com pedidos relacionados à indústria bélica. Em um enorme telegrama de oito páginas de 17 de dezembro de 1952, reclamava claramente de Stálin: “Por favor, será que o governo soviético pode atender nossa encomenda de armas para a guerra na Coreia em 1953, e nossos pedidos de indústrias de […]

Mao

#904

8 de fevereiro de 2020

O papel da China no enfrentamento dos Estados Unidos deu a Chou as cartas para jogar alto e ele pediu ao Chefe nada menos que 147 grandes empresas militares, entre elas fábricas para produzir aviões e navios, mil tanques leves por ano, e uma indústria de tanques médios que estaria em funcionamento dentro de cinco […]

#903

6 de fevereiro de 2020

Imediatamente após assinar os tratados com a China, Stalin outra vez demonstrou seu respeito pelos novos líderes chineses atendendo a uma recepção na embaixada chinesa no Hotel Metropol naquele mesmo dia, 14 de fevereiro. Segundo o intérprete de Stalin, Nikolai Fedorenko, a escolha do local onde ocorreria a recepção foi uma fonte de discórdia entre […]

#902

4 de fevereiro de 2020

A despeito de alguns sucessos iniciais da Coreia do Norte, a apoio da ONU combinando as forças americanas e mais outros 15 países no início de guerra abalou a confiança de Kim Il Sung. Stalin exigiu que a guerra prosseguisse e encorajou os norte-coreanos com conselhos e novas entregas de equipamentos militares. “Em nossa opinião, […]

Mao

#901

2 de fevereiro de 2020

No início de 1952, Kim estava absolutamente desesperado para acabar com a guerra. Em 14 de julho de 1952, telegrafou a Mao para implorar que aceitasse um acordo. Os bombardeios americanos estavam reduzindo seu país a ruínas. “Não sobrava mais nada para bombardear”, observou o subsecretário de Estado americano Dean Rusk. A população declinava para […]

Mao

#900

1 de fevereiro de 2020

Mao batalhou por esse objetivo fundamental a partir do momento em que a China entrou na guerra, em outubro de 1950. Nesse mesmo mês, o comandante da Marinha chinesa foi enviado à Rússia a fim de pedir ajuda para a montagem de uma força naval. Em dezembro, foi a vez de uma missão de alto […]

Mao

#894

21 de janeiro de 2020

Era então do interesse de Stálin fazer de Mao um subchefe acima de Kim, mas tratava-se de um caso diferente em relação ao do Vietnã. Devido às enormes ramificações envolvidas no enfrentamento dos Estados Unidos, Stálin decidiu manter um grau extra de controle. Ele precisava ter absoluta certeza de que Kim compreendia que ele, Stálin, […]

#892

18 de janeiro de 2020

A retórica comunista chinesa há muito tempo era extremamente hostil ao Ocidente, impregnada com a verborragia familiar sobre o “imperialismo” americano e a ocupação da China. Em 30 de junho 1949, Mao Zedong anunciou suas política de “inclinar-se para um lado” no novo grande confronto entre o Oriente e o Ocidente. Nessa época, as divisões […]

Mao

#891

16 de janeiro de 2020

O controle foi um motivo fundamental para Mao decidir evitar o reconhecimento do Ocidente. Mas seu objetivo primordial era mostrar a Stálin que a nova China estava totalmente comprometida com o bloco comunista. Essa foi a principal razão de Pequim não estabelecer relações diplomáticas com os Estados Unidos e a maioria dos países ocidentais quando […]

Mao

#890

14 de janeiro de 2020

A principal exigência de Mao a Stálin era de ajuda para montar uma máquina de guerra de classe mundial e transformar a China em uma potência global. A chave para isso não era a quantidade de armas que Stálin ofereceria, mas a tecnologia e a infraestrutura para fabricar armamentos no país. Na época, as fábricas […]

#889

12 de janeiro de 2020

Os três anos posteriores à guerra contra o Japão foram difíceis para o regime de Chiang Kai-shek e seus aliados americanos. Quando os japoneses se renderam, as forças nacionalistas tinham o dobro do tamanho das de seus rivais comunistas. Os nacionalistas (KMT) tinham um grande apoio dos Estados Unidos com relação a equipamentos, suprimentos e […]

#888

11 de janeiro de 2020

As chances de uma unidade nacional para a China eram ruins, piores do que nunca. Como transformar em nação a colcha de retalhos legada pela guerra — a China colaboracionista, gigantesca, porém anônima; a pequena e corrupta China de Chiang; a comuna de terror e doutrinação comandada por Mao Zedong e a híbrida Mandchukuô japonesa? […]

#886

7 de janeiro de 2020

Na China, a Segunda Guerra Mundial terminou em outubro de 1949 e começou em julho de 1937. Começou com a resistência à invasão japonesa e terminou com a vitória do Partido Comunista sobre o governo nacionalista chinês de Chiang Kai-shek. A guerra civil entre os dois partidos chineses perdurava desde a infância de ambos, determinando […]

Mao

#883

2 de janeiro de 2020

Uma guerra na Coreia travada por coreanos e chineses daria à União Soviética vantagens incalculáveis: podia testar em campo tanto seu novo equipamento, em especial os jatos MiG, como a tecnologia americana, bem como obter um pouco dessa tecnologia, junto com informações valiosas sobre os Estados Unidos. China e Coreia estariam na dependência completa das […]

Mao

#882

31 de dezembro de 2019

No final da Segunda Guerra Mundial, a Coreia, que tinha sido anexado pelo Japão no início do século XX, foi dividida pela metade, ao longo do paralelo 38, entre a URSS, que ficou com o norte, e os EUA, que ficaram com o sul. Após a independência formal, em 1948, o governo do norte ficou […]

#880

28 de dezembro de 2019

Apesar da demonstração de respeito, quando a fanfarra se calou, Mao viu-se em uma posição nada invejável. A recusa de Stalin em assinar um novo tratado deixou irrealizado um dos maiores propósitos da visita. A maioria dos historiadores vê os eventos que ocorreram ao longo do resto de sua estadia como uma sutil guerra de […]

#879

26 de dezembro de 2019

A Guerra da Coreia mostra que as guerras mundiais não começam como tal, mas acabam adquirindo esta condição por motivos imperiosos. O fato de dois dos partidos beligerantes — EUA e URSS — terem resistido à atração da Terceira Guerra Mundial não pode ser visto como um final feliz, uma vez que o mundo, por […]

#878

24 de dezembro de 2019

Os líderes soviético e chinês gostaram um do outro? Eles certamente tinham muito em comum. Ambos haviam nascido em províncias remotas, em famílias que eram pobres, mas não miseráveis. Ambos desprezavam seus pais e amavam suas mães. A despeito de privações materiais, ambos obtiveram uma boa educação, juntaram-se à clandestinidade revolucionária em sua juventude, e […]

#877

22 de dezembro de 2019

Os contratempos que Stalin encarou na Europa foram em parte compensados pelo avanço do comunismo da Ásia. Em 1º de outubro de 1949, uma vitória comunista na prolongada guerra civil chinesa resultou na proclamação da República Popular da China (RPC) sob a liderança de Mao Zedong. A liderança soviética imediatamente estabeleceu relações diplomáticas com o […]

#873

15 de dezembro de 2019

O presidente Harry Truman partiu para Wake Island em 11 de outubro de 1950. A CIA assegurou-lhe que não via “nenhuma indicação convincente de uma verdadeira intenção entre os comunistas chineses de recorrer a uma intervenção em grande escala na Coréia… exceto em caso de uma decisão soviética de guerra global”. A agência chegou a […]

#871

13 de dezembro de 2019

No dia 14 de outubro de 1949, o tempo ao redor de Yingkou amanheceu coberto pela névoa, ocultando a entrada em posição dos soldados do Exército do Povo (o exército comunista chinês). Durante o verão, o comandante chinês Lin Biao e os instrutores soviéticos os haviam adestrado no tiro de artilharia. Agora, colhiam os frutos […]

Mao

#864

5 de agosto de 2019

Em 1989, o líder pós-Mao Deng Xiaoping disse ao líder soviético Mikhail Gorbachev: “De todas as potências estrangeiras que invadiram, oprimiram e escravizaram a China desde a Guerra do Ópio (em 1842), o Japão causou o maior dano; mas, no fim das contas, o país que mais benefícios tirou da China foi a Rússia czarista, […]

Mao

#863

4 de agosto de 2019

O líder russo sabia que seu colega chinês não estava em condição de reclamar a Mongólia Exterior, pois Pequim a reconhecera diplomaticamente em outubro de 1949. O comportamento insubordinado de Mao era antes uma expessão de ressentimetno do que uma declaração política (embora Stálin tenha exisido ainda uma troca oficial de notas quanto à situação […]

Mao

#506

11 de fevereiro de 2018

Em uma excursão ao alto do morro, Mao viu uma choupana de sapé em chamas, ao longe. Os moradores estavam do lado de fora, impotentes, enquanto o fogo engolia sua casa. De acordo com a fotógrafa de Mao, ele “se virou para mim com um olhar de relance e disse com frieza: ‘Fogo bom. É […]

Mao

#505

10 de fevereiro de 2018

Outro elemento central de seu caráter que Mao revelou ainda jovem foi o prazer que sentia com a sublevação e a destruição: “Guerras gigantescas durarão tanto quanto o céu e a terra e jamais se extinguirão […] O ideal de um mundo de Grande Igualdade e Harmonia [da tong, sociedade ideal confucionista] está errado”. Não […]

Mao

#499

27 de janeiro de 2018

Em 20 de abril de 1949, um exército comunista de 1,2 milhão de homens começou a atravessar o Yangtze. No dia 23, tomou Nanquim, a capital de Chiang, acabando, na prática, com 22 anos de regime nacionalista na China continental. Naquele dia, Chiang foi de avião para Xikou, sua terra ancestral. Sabendo que seria provavelmente […]

#494

14 de janeiro de 2018

O contraste de estilo entre Nixon e Mao ficou evidente na conversa relativamente breve entre eles. Ansioso para tratar logo de negócios e conseguir vantagens, Nixon, temendo que sua reputação de ardoroso anticomunista impedisse Mao de confiar nele, declarou que desacordos passados não deveriam influenciar decisões atuais. “Nos aproximamos por causa do reconhecimento de uma […]

#493

13 de janeiro de 2018

Quando chegaram a Pequim às 11h30 de 21 de fevereiro de 1972, Nixon insistiu em sair do avião sozinho. Rogers, Kissinger e o restante da equipe da Casa Branca deveriam esperar até que fosse filmado o aperto de mãos entre o presidente e Zhou Enlai. “Fomos instruídos sobre isso pelo menos umas dez vezes antes […]

Mao

#473

26 de novembro de 2017

A impiedade de Mao produziu uma política eficaz contra Chiang. Tratava-se de “atrair o inimigo bem para dentro da zona vermelha e atacar quando ele estivesse exausto”. Mao argumentava que, como os nacionalistas não estavam familiarizados com o terreno, as condições deveriam favorecer os comunistas. Uma vez que havia pouquíssimas estradas, as tropas nacionalistas teriam […]

Mao

#458

22 de outubro de 2017

Durante as férias de verão de 1917, Mao e um amigo perambularam pelo campo por um mês, ganhando comida e abrigo dos camponeses e, em troca, fazendo caligrafias para decorar suas portas da frente. Em outra ocasião, Mao e dois colegas de escola caminharam ao longo de uma ferrovia recém-construída e, quando a noite caiu, […]

Mao

#457

21 de outubro de 2017

Em 23 de agosto de 1939, a União Soviética assinou um pacto de não agressão com a Alemanha nazista e, no mês seguinte, os dois países invadiram a Polônia e a dividiram entre eles. Muitos chineses ficaram escandalizados com o acordo de Stálin com Hitler. Esse sentimento talvez tenha sido mais bem articulado pelo fundador […]